MAIS ACTUAL

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

segunda-feira, Setembro 22, 2014

George Clooney: branqueamento ou bomba?

«'Hack Attack’ contará como foi criada uma rede de espionagem em que ninguém estava a salvo, já que se escutavam tanto políticos e celebridades como cidadãos anónimos».

Stock e foge

Costa em Tocha

Para ler, sem mais palavras.

Política e agências

Costa sem tempo

Inundações em Lisboa.

PS: a escolha decisiva

Fumo judicial

domingo, Setembro 21, 2014

Remendos

Stalin revisitado

A difícil missão

"A justiça está feita para deixar escapar os corruptos"


Costa com apoios de peso

Nos últimos comentários televisivos, Marcelo Rebelo de Sousa e Marques Mendes, do PSD, não se cansam de elogiar António Costa e de criticar António José Seguro. Compreende-se...

PS: alguém tem dúvidas?

António José Seguro afirmou que «há um partido invisível, que tem o verdadeiro poder». 
Alguém tem dúvidas que, em Portugal, este "partido" tem estado no poder com o PS, PSD e CDS-PP? Mesmo depois do abismo em que caímos...

sábado, Setembro 20, 2014

Loucuras

Ainda há juízes em Aveiro


Costa à rasca

O candidato que disputa a liderança do PS começou, finalmente, a falar de mudança. Foi na Trofa, ontem. Agora já só falta começar a criticar José Sócrates...

Um referendo paradoxal

Nem bom nem novo

Portugal de Mota

sexta-feira, Setembro 19, 2014

Alex Salmond: política com valores

«O chefe do governo escocês, Alex Salmond, demitiu-se, depois da vitória do “não” no referendo».

Parlamento exemplar

Todos os partidos com representação na Assembleia da República aprovaram a constituição de uma Comissão Parlamentar de Inquérito ao caso do BES. Isto está mesmo a mudar...

SUMA e segue

Escócia votou pelo 'Não'

O resultado é muito mais expressivo do que as sondagens fizeram crer até ao último minuto ('Não' com 55,3% e 'Sim' com 44,7%). Mas o sentimento independentista está aí, cada vez mais forte, ao virar da esquina, se os Estados europeus não arrepiarem caminho.

Mãos ao alto!

quinta-feira, Setembro 18, 2014

Grupo parlamentar do PS: o desespero

A fúria desabrida da maioria dos deputados socialistas à proposta de reforma do sistema político apresentada por António José Seguro, com Jorge Lacão e Ferro Rodrigues à cabeça, estão a fazer mais por António José Seguro do que alguma vez passaria pela cabeça do secretário-geral do PS. 

Justiça em frente

De uma penada, a Procuradoria-Geral da República confirmou duas investigações da maior importância que envolvem Pedro Passos Coelho e Luís Filipe Meneses. Isto está mesmo a mudar...

Justiça e Educação estão a mexer

Paula Teixeira da Cruz e Nuno Crato vieram a terreiro pedir desculpa por erros cometidos no âmbito das reformas que estão a efectuar, respectivamente, na Justiça e Educação. Eis um exemplo como o exercício do poder tem um novo estilo, mais responsável politicamente. Isto está mesmo a mudar...

Bloco de Esquerda: o que resta?

A reacção do Bloco de Esquerda à proposta de reforma do sistema político apresentada por António José Seguro é uma desagradável surpresa. Não obstante o compromisso público do líder do PS de abertura a uma solução que não penalize os partidos mais pequenos, o sectarismo chega ao ponto de colocar o Bloco de Esquerda contra uma renovação urgente que tantas e tantas vezes tem reclamado.

Da Escócia à Jugoslávia

Escócia: o medo do sistema

É de pasmar como uma reivindicação legítima, que vai a votos, pode assustar e gerar tantas e tantas reacções negativas da velha classe política europeia.

Pandora escocesa

A escola à deriva

terça-feira, Setembro 16, 2014

Seguro: a mudança em marcha

António José Seguro propôs um projeto para reforço das incompatibilidades dos titulares de cargos políticos e altos cargos públicos, com obrigação da revelação de origem dos rendimentos e indicação das entidades pagadoras. E anunciou também a proposta de revisão da lei eleitoral para a Assembleia da República, com redução de 230 para 181 deputados e introdução do voto preferencial do eleitor em relação ao deputado, garantindo que os deputados socialistas terão liberdade de voto.
As primeiras reacções incomodadas às 11 propostas para o aumento da transparência na actividade política e pública, desde António Costa a outros partidos, revelam o muito do cinismo político que continua a reinar.

O terceiro homem

O papel dos mais velhos

A grande solteirona

Maria de Lurdes Rodrigues: e depois da festa...

A ex-ministra da Educação, como qualquer outro cidadão, tem direito a recorrer da condenação que lhe foi imposta. E até afirmar que se sente injustiçada. Mas não vale tudo. E fundamentar a crítica num plano inimaginável da arrogância política só serve para enterrar mais um determinado estilo de exercício do poder que, aliás, depois da festa, nos conduziu até ao abismo. O que pensarão Seguro e Costa? Ou será que a pergunta não dá muito jeito?

A ministra condenada

«Chocados ficamos todos nós por a dita senhora esbanjar dinheiro público a bel-prazer».

Escócia: o movimento que veio para ficar

Enquanto por cá se discute quantos tostões se gastam num Serviço Nacional de Saúde caduco e injusto, a Escócia decide o seu futuro, em referendo pela independência do Reino Unido, tendo como referência a reivindicação de poder decidir quanto gasta no seu serviço de saúde pública.

segunda-feira, Setembro 15, 2014

Citius ressuscita… um bocadinho

Quem faz a estrela de Seguro

«De forma silenciosa, António José Seguro mudou o modo de funcionar da direcção do PS».

Maria de Lurdes Rodrigues condenada

Tribunal deu como provado crime de prevaricação da ex-ministra da Educação (Governo Sócrates) na contratação de irmão de Paulo Pedroso, condenando-a a três anos e seis meses de prisão com pena suspensa.

Gestores emprestados

Barbárie e civilização

Costa e Seguro à janela do país: a televisão

quinta-feira, Setembro 11, 2014

Entre a ética e o crime

11 de Setembro: 13 anos depois

O que mudou? Aprendemos alguma coisa? Não! A máquina militar, os instrumentos de segurança e o ódio continuam a dominar os Estados e os governantes.

A trégua ao segundo debate

Variante ou alternativa?

«O Portugal dos Maias é igual ao Portugal de hoje»

quarta-feira, Setembro 10, 2014

SICN: Seguro reforça vantagem

O segundo debate entre António José Seguro e António Costa, na SICN, voltou a ser favorável ao actual líder do PS: revelou mais capacidade em debate e melhor preparação para ser primeiro-ministro, bem como arrancou a frase da disputa [«Estive três meses à espera dos debates»].

TVI24: Seguro arrasa Costa

O primeiro debate entre António José Seguro e António Costa, na TVI24, foi de tal forma favorável ao actual líder do PS que surpreendeu tudo e todos.

segunda-feira, Setembro 08, 2014

Tribunal reduz 3,9 milhões de euros à multa da Optimus

O culpado e as culpas dos outros

CIA torturou terroristas da al-Qaeda "até ao ponto da morte"

Golfe: fantástico

domingo, Setembro 07, 2014

Eleições nas Federações do PS: e depois do truque mediático...

O resultado final das eleições nas Federações do Partido Socialista (impugnações à parte) revela que a diferença entre as Federações afectas a António Costa (10) e a António José Seguro (9) foi estabelecida, por exemplo numa das 19 Federações, designadamente a de Leiria, por uma diferença de sete votos, num universo de 46.229 militantes.
O truque mediático de António Costa, de insinuar uma vitória expressiva um dia antes da conclusão das eleições, não surpreende, mas não chega, pelo que se impõe uma análise mais fina dos resultados. A única certeza é que os debates televisivos vão ser decisivos, entre outras surpresas que ainda podem/possam/poderão surgir... 

Ainda o mapa

Face Oculta: Teófilo Santiago elogia acórdão

Se neste país houvesse vergonha...

sexta-feira, Setembro 05, 2014

Pecado original

Vara, choque e passado

Armando Vara foi um dos condenados no âmbito do processo Face Oculta. Tem direito a recorrer da decisão. E até manifestar «choque» depois de ouvir a condenação a cinco anos de prisão efectiva. Porém, hoje, a notícia é outra: através do acórdão do processo Face Oculta foi possível perceber ainda melhor as negociatas de alguns senhores do poder, bem como comprovar o que se passou nos corredores da governação em Portugal.

Joana Marques Vidal marca a diferença

A procuradora-geral da República não perdeu tempo e saiu em defesa da «boa investigação» do Ministério Público, depois de ter sido lido o acórdão do Colectivo de Aveiro. Eis uma boa forma de marcar a diferença com o seu antecessor.

Face oculta: Tribunal com mão pesada

A condenação dos principais arguidos do processo "Face Oculta" é um momento decisivo para a Justiça portuguesa.

Seguro cada vez mais seguro

As entrevistas realizadas a António Costa e a António José Seguro por Fátima Campos Ferreira, na RTP, no âmbito da corrida à liderança do PS, revelaram uma profunda diferença: o actual líder do PS demonstrou propostas claras e assertivas, enquanto o challenger se ficou pela vacuidade ou pela recusa de assumir compromissos.

quinta-feira, Setembro 04, 2014

A hora do TPI

Momento da verdade

BCE ao ataque

Espírito de contradição

Esta Europa não vai salvar ninguém

quarta-feira, Setembro 03, 2014

PS: Verdade ou mentira oficial?

Tem sido repetido até à exaustão que Pedro Passos Coelho e Paulo Portas preferem disputar as próximas eleições legislativas com António José Seguro. É uma afirmação que não corre o risco de um desmentido oficial. E já agora fica a dúvida: terá sido por isso que o actual Governo permitiu a António Costa fazer o "brilharete" de, num passe de mágica, reduzir em mais de 40% a dívida bancária da Câmara Municipal de Lisboa, após o acordo em relação aos terrenos do aeroporto e Parque Expo?

Corte urgente

A maquilhagem dos currículos e os documentos desaparecidos

Almoços grátis

A guerra dos gasodutos

Afirmar o futuro em tempos difíceis

terça-feira, Setembro 02, 2014

Seguro e Costa: corrida aos mortos-vivos?

A avaliar pelas acusações de parte a parte, Portugal corre o risco sério de ter o líder do maior partido da oposição eleito por fantasmas.

Seguro a fazer a diferença

António Costa recebeu apoio da parte de alguns dos barões do PS, nomeadamente António Almeida Santos, Manuel Alegre, Jorge Sampaio e Vera Jardim. Para uns é a política dos grandes interesses a apoiar o presidente da Câmara de Lisboa; para outros é a tentativa desesperada dos responsáveis pelo abismo assegurarem o branqueamento do passado. 

Os donos-disto-tudo

Justiça: quando não basta iniciar uma reforma

Paula Teixeira da Cruz regressou à ribalta com a "sua" reforma da Justiça. Terá razões para tantos auto-elogios e até uma ponta de arrogância política? Não! Com tanta confusão, que marca negativamente a imagem do novo mapa judiciário, a ministra da Justiça devia ter começado por pedir desculpa aos portugueses.

Estagiários e profissionais

segunda-feira, Setembro 01, 2014

Interpretações

O mapa dos tribunais

«A ministra da Justiça fez o que está nas suas competências: decidiu, avançou e avocou meios».

O país em suspenso

Todas as conversas convergem, hoje, para as grandes questões do dia: Enzo Perez fica no Benfica? William Carvalho vai para o Arsenal ou para Manchester United? Crise? Qual crise? Até às 18 horas a crise é outra...

A guerra que começou duas vezes

sábado, Agosto 30, 2014

Terrorismo e "Estado mínimo"

Trapalhada fiscal

Obama: agora nem as secretas lhe valem

Reeleito à custa de uma operação secreta que liquidou Bin Laden, a 2 de Maio de 2011, Barack Obama está cada vez mais refém da intelligence norte-americana para lidar com a Ucrânia e com o grupo EI (Estado Islâmico) que decapitou o jornalista americano James Wright Foley, ou seja, está transformado numa sombra de uma esquerda sonhadora nas palavras e pragmática nos actos.

A grande ilusão

sexta-feira, Agosto 29, 2014

PS: debate difícil no partido do dálogo

Os candidatos que disputam a liderança do PS, a partir de 28 de Setembro, não se entendem para o agendamento de debates. Os barões do partido continuam em silêncio... não vá o diabo tecê-las.

Se víssemos o que se passa nos corredores

Ana Gomes: o pesadelo dos submarinos do PS/PSD/CDS-PP

A eurodeputada revelou um profundo conhecimento do dossier dos submarinos, durante a audição em sede da Comissão Parlamentar de Inquérito. E demonstrou que deve ser uma das únicas pessoas da classe política portuguesa que está verdadeiramente interessada em descobrir a verdade sobre a corrupção e a aquisição de material militar.

Contas públicas e os alçapões

A lengalenga do aumento da despesa pública ressurge sempre que se fala de Orçamento do Estado precisamente pela boca daqueles que criticam o governo por fazer cortes a torto e a direito. De facto, a honestidade política não casa bem com os alçapões do passado. 

Ébola, nome de hipocrisia

«Tal como sucedeu com a sida, o ébola terá de matar gente rica, dos bairros luxuosos das nossas cidades, para que enfim se ponha o conhecimento científico existente ao serviço de quem sofre».

terça-feira, Agosto 26, 2014

Cidadãos criam novo partido para as legislativas

Querem ver que isto ainda muda mesmo...

O circo da ética




Gaza com boas notícias

«Hamas anuncia acordo de cessar-fogo duradouro com Israel».

Tantas vezes se fala de crise no Governo...

É a história do lobo e do Pedro, perdão, neste caso do Paulo. Já ninguém acredita nele depois da demissão irrevogável.

E a reforma do Estado?

«Como qualquer empresa desequilibrada, o Estado português tem de mudar de vida».

Jardim prometido a Lisboa para 2009 tem obras paradas há oito meses

Num mundo desigual a liberdade é privilégio de alguns, e não universal

«Só se defende a liberdade como valor quando se defende a igualdade no seu acesso».

segunda-feira, Agosto 25, 2014

Agosto horribilis




Governo: Empestar ou desempestar?

O simples anúncio de mais uma crise política é de per si tão esdrúxulo que só pode ser entendido como mais um episódio da silly season. Mas, por mais incrível que possa parecer, a verdade é que não faltam interessados em fomentá-la, como quem não quer a coisa.

O poder do imaginário

sexta-feira, Agosto 22, 2014

A diferença entre rixa de rua e roubo de colarinho branco

O julgamento em processo sumário.

As máfias políticas

«As eleições do PS estão a destapar, de novo, os esquemas das máfias políticas instaladas nos partidos de poder.

Seguro versus Costa ao fim da primeira parte

A disputa pela liderança do PS vai entrar na recta final. E o que distingue os dois candidatos, até agora, já é mais do que uma questão de imagem. Além do mérito inicial de trazer à luz do dia uma parte da podridão que reina nos corredores partidários (alianças, golpes, quotas, mortos-vivos, etc.), a marcação das eleições primárias no PS, no dia 28 de Setembro, está a fazer emergir uma forte clivagem entre os dois candidatos: enquanto António José Seguro reforçou o seu discurso sobre a reforma do sistema político e o combate à promiscuidade entre a política e os negócios, António Costa cristalizou na defesa da receita falhada do passado, que nos atirou para o abismo, como a única solução para o futuro.

O duche gelado

O regresso da "picareta falante"

António Guterres avança para as presidenciais, segundo o semanário Sol. Aguardam-se outros sinais de mais um outro enfant terrible.

O paraíso na outra esquina

quarta-feira, Agosto 20, 2014

Não há guerras nem assassinatos justos



A corrupção e a fraude

«Não são apenas fenómenos morais, éticos ou de justiça».

Como um banco pode destruir uma economia

O plano económico do PS é rezar

«Tudo isto acaba por ser um bocadinho cómico».

Os "ses" dos Direitos Humanos

«Precisamos de continuar a bater-nos por Diretos Humanos que não sejam uma cosmética».

O benevolente TC

O crescimento da intolerância religiosa

«A guerra entre o Hamas e Israel é um desses casos».

A janela

Ordem não pode fazer nada

terça-feira, Agosto 19, 2014

Começou o espectáculo no PS

«Suspeitas de irregularidades instalam a confusão no PS em Braga».

Nani e a cabeça de Bruno Carvalho

A confirmar-se a venda de Marcos Rojo ao Machester United importa tirar três conclusões: 1) A vertigem das contratações e das vendas voltou ao Sporting; 2) A contratação de Nani, independentemente dos seus termos, coloca Bruno Carvalho em risco, pois se é mau para o Manchester o que leva a acreditar que é bom para o Sporting? 3) Vamos assistir à repetição do caso Fredy Montero, o jogador protegido do presidente que continua a jogar sem nada fazer para o merecer?

segunda-feira, Agosto 18, 2014

Eduardo Campos e a imprensa portuguesa

Se alguém tivesse dúvidas sobre o momento vivido pelo jornalismo português, a cobertura noticiosa da morte de Eduardo Campos contribuiu para tirar quaisquer dúvidas. Nem o Público...

Tomás Correia: o banqueiro

«É normal e totalmente seguro ter créditos sem garantias». Eis uma frase sobre a gestão do Montepio que dá para rir, pois já é tarde para chorar. Agora, por um segundo, imaginem que o banco não era mutualista...

P. S. Declarações de Vítor Melícias, entre outros, são de esperar a qualquer momento. Ou será que não?

Ice Bucket Challenge: causa nobre ou marketing do século XXI?

A angariação de fundos para apoiar a investigação médica sobre a esclerose lateral amiotrófica está a provocar uma inundação de fotos de personalidades a tomar uma espécie de banho mais ou menos forçado. Assim se vai praticando a solidariedade exibicionista do século XXI, à custa de um marketing foleiro, com uma piadola infantil, mediatizada até ao extremo, ou seja, uma iniciativa que é um verdadeiro duche gelado. O que se seguirá? Banho com champagne e folhas de ouro? Uau!

A Espanha que luta




Não há desgraças grátis