MAIS ACTUAL BLOG

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

sexta-feira, agosto 03, 2007

À espera da demissão de Santos Silva


Após o veto político de Aníbal Cavaco Silva, com uma fundamentação dura, como cidadão e Jornalista apenas aguardo um último gesto de decência política de Santos Silva: a demissão. De igual modo, depois de o primeiro-ministro ter afirmado, publicamente, que se sentia insultado pelas críticas dos Jornalistas, também se aguarda um pedido de desculpas públicas, ainda que não acredite num gesto de tal seriedade política e institucional. Com a convicção de ter criticado o teor do (defunto) Estatuto do Jornalista e consciente de nunca ter apelado ao poder político para assegurar a Liberdade de Imprensa, matéria consagrada na Constituição, a decisão presidencial merece um enorme elogio público.

6 comentários :

Helder Robalo disse...

Completamente de acordo camarada.

A. João Soares disse...

Não tenhamos ilusões. A complacência a população em geral dá aso a que os poderosos que estão por detrás dos políticos mundiais, vão avançando nos seus projectos de domínio do mundo por uma pequena oligarquia em que todos os outros serão mão-de-obra escrava. Santos Silva pertence aos favoritos do Clube Bilderberg e ainda o teremos Primeiro ministro e talvez PR. Sobre este clube, vale a pena ler o livro do jornalista Daniel Estulin.
Está tudo muito bem planeado e nada acontece por acaso. O verdadeiro Poder tudo controla.
Abraço
Do Miradouro

Pedro Barbosa Pinto disse...

Espera a demissão do Ministro?

Neste Governo, se alguém tivesse uma pinta que fosse de vergonha na cara, ainda havia Ministros?

Ou Secretários de Estado?

O exemplo continua a vir de cima!

J. P. disse...

Quem é Santos Silva?

Semenfias disse...

Nem tudo o que ostenta, faz alarido, parece, é.
Às vezes o ruído, o "bater de pratos", a indignação, correspondem ao desejo de esconder, de abafar - com muito, muito barulho - algo de absolutamente inaceitável.

Unknown disse...

Pois, esperar esperavamos... mas porque é que a não demissão não me surpreende?