MAIS ACTUAL BLOG

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

domingo, janeiro 31, 2021

sábado, janeiro 30, 2021

RETRATOS DA PANDEMIA

PATRÍCIA PACHECO AO OBSERVADOR

«O sistema de saúde não vai responder, vai morrer muita gente».

SEM HESITAÇÕES

«Chamem as Forças Armadas para estabelecer o comando e controlo que se impõe. Preparem-se centros de vacinação em massa para libertar os centros de saúde de modo a poderem tratar os doentes não Covid, que tanto precisam. Este não é o momento para hesitações».

CAIXA DE PANDORA

 O retrato arrasador da execução do plano de vacinação contra a Covid no Sexta às 9.

ANTÓNIO ARAÚJO AO OBSERVADOR

sexta-feira, janeiro 29, 2021

SE ISTO NÃO É CRIME...

A laracha sobre a surpresa da infecciosidade da nova estirpe britânica já enjoa. Porque os embustes do poder político só são bem sucedidos em duas circunstâncias: quando a Justiça o permite, porque não funciona; e sempre que queremos acreditar, por alheamento ou para aliviar um induzido sentimento de culpa. Os factos são como algodão: no mesmo dia em que a BBC News revelou a perigosidade da nova estirpe, a notícia chegava a Portugal; dois dias depois, a 22 de de Dezembro de 2020, numa entrevista para a Fundação Francisco Manuel dos Santos, Filipe Froes também alertava.

P. S. O branqueamento da dupla Marcelo/Costa atingiu um limite inimaginável.

LEI JOÃO SEMEDO

Parlamento aprova lei da eutanásia.

DANIEL FERRO ATACA NOVAMENTE

O presidente do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte culpa os doentes e os bombeiros pelas dezenas de ambulâncias paradas à porta do maior hospital português. É preciso ter um enorme descaramento. E não é a primeira vez. Afinal, é mais um dirigente hospitalar tão simplista e perigoso como a própria doença.

P. S. Para o poder, seja ele qual for, o problema não são os doentes, mas sim as ambulâncias alinhadas com as sirenes de luzes ligadas que revelam a impreparação e o caos.

DA SÉRIE OS NOSSOS MONSTROS

Usar a Covid e as mortes para obter dividendos políticos é tão aviltante como usar a Covid e as mortes para alijar responsabilidades, reforçar a opacidade e garantir a impunidade.

E DEPOIS DO 10º ESTADO DE EMERGÊNCIA

«Há ambulâncias à porta do Santa Maria à espera de atendimento há 24 horas».

MARCELO E O ENIGMA

O discurso do presidente foi mais do mesmo. Mas com duas subtilezas: «Cresce a perigosa insensibilidade à vida e à morte» E ainda: «Não perder a linha de rumo». A quem se dirigia? A si próprio? Ao primeiro-ministro? À ministra da Saúde? Ou aos médicos alemães escondidos antes das presidenciais?

quinta-feira, janeiro 28, 2021

CORRUPÇÃO: A VELHA PANDEMIA

RIO DE POUPANÇA POLITICAMENTE CRIMINOSA

Depois da reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa, bem pode Rui Rio tentar agora começar a descolar das gravíssimas co-responsabilidades nas mais de 10.000 mortes por Covid. Só ainda faltava o próprio admiti-lo publicamente. Está feito, no Parlamento, quando confessou que «poupou críticas» ao governo. Já se sabia que o líder do maior partido não tem a mais pálida ideia do que é o interesse nacional. Ficámos a saber, a partir de hoje, que não tem estado à altura da liderança do maior partido de oposição parlamentar.

P. S. Começa a ser penoso assistir a cada intervenção, ao nível da redacção escolar medíocre, da líder da bancada parlamentar do PS. Quanto à ministra da Saúde há muito tempo que já nem merece qualquer comentário.

ISABEL DOS SANTOS PERDE



PERSPECTIVA QUE CONDENA PORTUGAL

A cada desastre no SNS (Amadora/Sintra), alguns regozijam-se com a resiliência e com o profissionalismo de médicos e enfermeiros que o Estado tão maltrata. É pena não conseguirem ver a realidade: o caos, o fanatismo público e a necessidade de reforma e investimento.

AJUDA INTERNACIONAL E A VERDADE ESCONDIDA

Um dia depois das eleições presidenciais, a ministra da Saúde revelou a necessidade de ajuda internacional, Porquê um dia depois? E não um dia antes? Entretanto, impera o silêncio... 

O PREÇO DO NATAL E DE OUTRAS BRINCADEIRAS

quarta-feira, janeiro 27, 2021

JOVENS JORNALISTAS: E A PANDEMIA CONTINUA...

A coragem e generosidade dos jovens jornalistas é inversamente proporcional à cobardia e incompetência das chefias editoriais. É claro que é mais fácil gozar e trucidar os primeiros do que denunciar a venalidade e as agendas pessoais dos segundos. E a pandemia continua... Força!

LÍNGUA COVID

É a hora de começar a dar à língua pela sua saúde.

ADOLFO HIDROGÉNIO?

Aparentemente, Adolfo Mesquita Nunes teve uma súbita recaída pela política. E pelo que resta do CDS/PP. Certamente gás não lhe vai faltar. E se a moda pega é de aguardar mais regressos à política activa de administradores da EDP, REN, Martifer e Vestas.

ALARME SOCIAL: QUANTAS MAIS MORTES SÃO NECESSÁRIAS?

O presidente entende que ainda não é o momento para pedir ajuda internacional. E o PM também, mas à cautela quer vacinar a corte desta espécie de República. Aparentemente, as 291 vítimas diárias ainda não são suficientes para admitirem que já vivermos em estado de alarme social há muitas semanas... Quantas mais mortes são necessárias?

P. S. Nem mesmo o viscoso branqueamento de Álvaro Beleza, na SIC Notícias, consegue disfarçar a gravidade do incidente com a rede de oxigénio do Hospital Amadora/Sintra.

terça-feira, janeiro 26, 2021

PRESIDÊNCIA PORTUGUESA ENVERGONHADA

A ministra da Justiça recusou a documentação relativa à nomeação do procurador europeu aos deputados portugueses. Mas é obrigada a revelá-la aos deputados europeus: «A ministra da Justiça prometeu ao Parlamento Europeu enviar toda a documentação relacionada com o caso do procurador. Eurodeputada admitiu recurso aos tribunais para aceder aos papéis».

P. S. E o presidente continua calado, não vá uma palavrinha aborrecer o primeiro-ministro.

ARROGÂNCIA COMO RESPOSTA

Depois das eleições presidenciais, e enquanto decorre a maior chacina de civis inocentes da história portuguesa, sobe o tom de arrogância do presidente, do primeiro-ministro e da ministra da Saúde nas respostas às questões dos jornalistas sobre a crise Covid.

ANTÓNIO COSTA REINVENTA A MAIORIA ABSOLUTA

O mainstream quer convencer os portugueses que desta é que vamos ter um presidente exigente. Porém, a realidade não engana: ao mais pequeno espirro, António Costa lá vai ter que fazer o "sacrifício" de antecipar eleições.

P. S. As reuniões semanais entre o presidente e o primeiro-ministro já passaram de Belém para São Bento?

E DEPOIS DAS ELEIÇÕES...

A vacinação dos sete candidatos presidenciais não avançou por causa dos "privilégios". A seguir às eleições, os "privilégios" já não são "privilégios". Mas há quem resista, porque a «maioria dos idosos em lares está a morrer, os políticos não».

AS FERIDAS DA DIREITA E O DESAFIO DA ESQUERDA

«O voto de Esquerda em Marcelo quase deu a Ventura o almejado segundo lugar».

segunda-feira, janeiro 25, 2021

CARLOS ANTUNES

A longa conversa inesquecível.

PORTUGAL MANSAMENTE A CAMINHO DO DESASTRE

PAÍS FRIO E INJUSTO

SEM DESCULPAS

MARCELO REELEITO COM PLENO DE COSTA

António Costa verga os críticos dentro do PS, obriga o PCP e Bloco de Esquerda à contenção para não arriscarem eleições antecipadas e atira André Ventura ao que resta do PSD e do CDS/PP. E ainda conseguiu fazer eleger o presidente que mais e melhor serve a sua estratégia de perpetuação no poder.

IPSE DIXIT. BOA SEMANA!


O desastre pode resultar 
duma simples oportunidade perdida.

Napoleão Bonaparte 

sexta-feira, janeiro 22, 2021

EU VOTO ANA GOMES

PRESIDENCIAIS 2021: O ÚLTIMO GRITO DO PS

MARCELO NO ÚLTIMO DIA

O (ainda) presidente fecha o seu mandato medíocre como um político ainda mais vulgar, apelando à votação no dia 24 de Janeiro para evitar uma segunda volta. Haveria uma forma mais politicamente indigna de combater a abstenção para defender o tacho?

P. S. Uns dias de campanha eleitoral atípica abalaram a recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Imaginem se tivesse sido escrutinado nos últimos cinco anos?

A TERCEIRA VAGA QUE NINGUÉM VIU

CASO SÓCRATES A PAIRAR DE NOVO

quinta-feira, janeiro 21, 2021

MARCELO EM SILÊNCIO

Os protestos contra André Ventura degeneraram em violência. O candidato presidencial ainda deve estar à espera de uma declaração do (ainda) PR e recandidato a condenar a selvageria...

INFORMAÇÃO QUE CHOCA

Começa a ser insuportavelmente nojento ler, ouvir e ver declarações que sustentam que a "situação está controlada", quando ao mesmo tempo doentes morrem nos corredores e em ambulâncias à porta dos hospitais.

ANTÓNIO SIM, COSTA NÃO

Há nove meses, o primeiro-ministro anunciou o primeiro confinamento em 12 de Março de 2020. Vale a pena ver e ouvir a declaração (a partir dos 6'11'') em que António Costa defende o encerramento das escolas «com toda a clareza». Quem pode levar a sério este governo?

PGR DILIGENTE

A procuradora-geral da República foi rápida na abertura de um inquérito à vigilância de jornalistas pela PSP a mando do MP, contrariamente ao que aconteceu em relação a outros casos, designadamente ao do procurador Europeu. A  diligência de Lucília Gago, certamente por mera coincidência, permitiu a Costa e Marcelo folgarem nas mãos da PGR que nomearam.

P. S. A insinuação torpe de que Joana Marques Vidal poderia ter sabido ou autorizado a vigilância aos jornalistas, implícita da declaração do (ainda) presidente, dá jeito para tentar justificar a decisão de não reconduzir a magistrada. E até pode dar jeito para justificar a lei da rolha no MP.

TRISTE FADO NOSSO

«Começa a ser cansativo comentar os disparates de António Costa».


GOVERNO DO TEMPO PERDIDO

O governo de António Costa recua, fechando as escolas e as universidades, depois de ter garantido que continuariam abertas. É o governo do tempo perdido e responsável politicamente pela tragédia. Desde 28 de Dezembro passado, ao longo de 24 dias, o número de óbitos por dia mais do que quintuplicou. Entretanto, Marcelo, sem qualquer pejo, exibe mais uma pirueta, passando da resignação à urgência. E o falhanço do rastreio não é mais nem menos do que o corolário da desorientação da dupla.

P. S. O ministro da Educação prestou um péssimo serviço. Devia assumir as consequências políticas.

PRESIDENCIAIS: O SILÊNCIO DOS NÃO INOCENTES

quarta-feira, janeiro 20, 2021

SOCIALISTAS ENTRAM EM CAMPANHA

Há socialistas que não desiludem Ana Gomes: Mega-comício virtual e Francisco Assis e Pedro Nuno Santos aparecem no último dia.

A PANDEMIA, A ESCOLA E A ABSTENÇÃO

RESPONSÁVEIS IRRESPONSÁVEIS

Aqueles que culpam os portugueses são os mesmos que fazem o frete ao governo e ao (ainda) presidente de ignorar os transportes apinhados e o risco do aumento da circulação associado às escolas abertas. Dúvidas?

terça-feira, janeiro 19, 2021

TENHA VERGONHA, VERGONHA!

No dia em que morreram 218 portugueses por Covid, o primeiro-ministro apresenta-se na Assembleia da República orgulhoso e, pasme-se, até vaidoso do trabalho do governo. 

LER +


 

RESISTIR À MENTIRA E AO ARBÍTRIO

Em Junho passado: «Jovens acordam». Hoje ainda há esperança.

CARREGAR A CULPA

Em França e Itália, os cidadãos recorrem à Justiça. Em Espanha, é o panelaço contra a gestão da pandemia. Por cá somos acusados. Não reagimos. E os criados do poder assistem. Temos o (ainda) PR e o PM que merecemos. Carregamos a culpa.

segunda-feira, janeiro 18, 2021

ANTÓNIO COSTA CAIU

Os médicos têm de decidir quem vive e quem morre. Diga o que disser, feche ou não o país, com ou sem rebuço e vergonha, António Costa caiu, porque já deixou de merecer respeito. O governo pode arrastar-se, acalentado pelo (ainda) presidente e sondagens avulsas. A resposta não tardará.

HÁ LIMITES, ANDRÉ VENTURA

O que se está passar na campanha presidencial de André Ventura, colocando em risco a segurança física dos jornalistas, não pode ser ignorado nem desvalorizado.

PRESIDENCIAIS: RESIGNAÇÃO OU MUDANÇA?

DEBATE DA RÁDIO

O melhor debate realizado até agora. Sem André Ventura. Com Ana Gomes, a distanciar-se do governo, e Tiago Mayan Gonçalves, cada vez mais incisivo, a melhorarem as prestações na recta final da campanha. O enfado de Marcelo Rebelo de Sousa chocou. Merece uma surpresa.

O ZANDINGA DA POLÍTICA

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS - A SUSPENSÃO DO JUÍZO

«Nunca pensei poder ser indiferente a uma eleição presidencial, até porque sempre defendi a liderança institucional do presidente da República. Estas eleições são as mais desprestigiadas de sempre, e deviam ter sido adiadas. Mantiveram-nas em modo de suspensão política do juízo dos cidadãos. Pior era impossível».

IPSE DIXIT. BOA SEMANA!


Se votas igual 
não esperes diferente.

Tiago Mayan Gonçalves

domingo, janeiro 17, 2021

CUIDADO, O PRESIDENTE DÁ TAUTAU

Face ao falhanço dos confinamentos para travar a pandemia, o que faz o presidente (e recandidato)? Para alijar responsabilidades faz ameaças de tautau aos portugueses, ou seja, atira com um confinamento ainda mais severo. Entretanto, o vírus está "proibido" de entrar nas escolas, nos supermercados e nos transportes públicos. É demais! Vamos continuar a permitir esta cobardia política em forma de insulto aos cidadãos?

P. S. António Costa convocou um conselho de ministros extraordinário. O Fisco volta a atacar? Vamos todos presos?

SAÚDE: CAOS INSTALADO

«Nunca vi tanta gente a morrer em tão pouco tempo».

MARCELO NO SEU PIOR

A deslocação de Marcelo Rebelo de Sousa a um lar de idosos em Setúbal, antes de saber o resultado do último teste Covid, diz tudo do que resta do recandidato e do exemplo do (ainda) presidente, ao nível dos anteriores esquema para ir à praia e jantares do Natal em plena pandemia.

sábado, janeiro 16, 2021

LÁBIOS VERMELHOS

Ao mesmo tempo que a grande Esquerda rejubila com o simbolismo dos "lábios vermelhos", gastando energia e afagando a consciência no folclore de um episódio tão grotesco quanto risível, o país em cacos entra na mais perigosa aventura de sempre com um governo de Esquerda e um presidente que já vendeu a alma para ter os seus votos. Entretanto, uma parte da Direita esconde-se, enquanto a outra exibe a sua radicalização.

HA SEMPRE ALGUÉM QUE RESISTE

«Casal recusa fechar restaurante em Lisboa e invoca Constituição, Proprietários invocam "o artigo 21.º da Constituição da República Portuguesa - Direito de Resistência"».

SNS E O DESCARAMENTO

Daniel Ferro, presidente do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (Hospitais Santa Maria e Pulido Valente), teve o descaramento de fazer a seguinte afirmação: «A instituição está perfeitamente dimensionada para tratar a sua população».

PROCURADOR EUROPEU A CAMINHO DA VERGONHA

A TRAGÉDIA

A MEMÓRIA DA PIDE NÃO SE APAGOU

PODIA SER PIOR?

António Costa continua em roda livre, refugiado em truques para fugir às responsabilidades da gestão errática da pandemia. Marcelo Rebelo de Sousa faz-de-conta. E Rui Rio continua escondido, até para dizer uma palavra sobre a liberdade de imprensa. Podia ser pior? Podia, mas não seria a mesma coisa...

CONFINAR OS PORTUGUESES

NÃO PODE FICAR PEDRA SOBRE PEDRA

Em Maio de 2020 era assim: «Um dia... A propaganda vem abaixo». Um mês depois mais propaganda. Em Outubro, a ficção. Hoje, a realidade trágica surge em pleno.



sexta-feira, janeiro 15, 2021

UMA DITADURA QUE SE INSTALA AOS POUCOS EM PORTUGAL

LARES ILEGAIS E COVID

Manuel Lemos, presidente da União de Misericórdias Portuguesas, acusa: «O Estado é o principal responsável pela existência de lares ilegais».

JÁ NÃO HÁ BANDIDOS ASSIM

«“Se eu quisesse, enlouquecia. Sei uma quantidade de histórias terríveis”, dizia Herberto Helder em “Os Passos em Volta”. Se eu quiser estou sentada há trinta e quatro anos atrás na sala de audiências sombria do tribunal de Monsanto, era Janeiro de 1984. O julgamento iniciava-se com a leitura da acusação perante dezenas de arguidos separados do tribunal e do público por um vidro á prova de bala. (...) Nas alegações finais defendi um quadro de provas e um juízo de certeza acerca da participação de todos aos arguidos naqueles assaltos, graças ao arrependido. Aguardei a leitura do acórdão porventura, com uma ansiedade igual á do arrependido. A decisão foi justa, 25 anos de prisão para os principais arguidos e 3 anos de prisão suspensa na sua execução, para o arrependido. Saiu dali com segurança policial. Dois anos depois, num outro julgamento sobre uma rede de tráfico e viciação de veículos furtados tive uma informação judicial do arrependido, proveniente de outro processo. Ele tinha sido entretanto, condenado a oito anos de prisão por chefiar essa rede, sem direito a qualquer atenuação extraordinária. Senti uma enorme e inexplicável tristeza, relembrei a veemência com que defendi a necessidade de compensar legalmente quem auxilia a justiça e nunca, nunca me arrependi».

MARCELO COM NOVO APOIO

Num artigo publicado uma revista brasileira, com uma tiragem e circulação marginais, José Sócrates ataca Ana Gomes e defende Marcelo Rebelo de Sousa. Dúvidas?

PORTUGAL A EVOLUIR

Já sabíamos que as secretas vigiavam alguns jornalistas. Agora ficámos a saber que a PSP, a mando do MP, também continua a realizar o trabalho sujo. Ninguém se pode queixar que Portugal não evoluiu. O que não mudou é a hipocrisia daqueles que agora se dizem chocados.

COSTA A ROLAR EM VELOCIDADE DE CONFINAMENTO

António Costa continua em roda livre, como revelou em entrevista, na véspera de um novo confinamento, recheada de habilidades e truques retóricos para fugir às responsabilidades de uma gestão errática da pandemia. E, como sempre, quando a pergunta aperta não responde, com uma única diferença: em relação ao processo de vigilância aos jornalistas foi coerente.

P. S. Marcelo Rebelo de Sousa e Rui Rio continuam calados.

quinta-feira, janeiro 14, 2021

NA CHINA É ASSIM

Mais de 10 meses depois de ter eclodido o surto, «investigadores da OMS chegam à China para estudar a origem do novo coronavírus».

MARCELO DOBRA A PARADA DO BRANQUEAMENTO

Agora, sim, é oficial: António Costa vai conseguiu escapar ao escrutínio da sua governação desde 2019. E quem mais para o garantir? O (ainda) presidente: «Portugal vai ter que se endividar para fazer face à pandemia».

A VIDA TEM PREÇO

As desigualdades são como o algodão: não engana! Em Portugal, o cinismo e a hipocrisia em política podem não matar, mas a realidade continua a matar. A vida em Portugal tem preço. E são os mais pobres que pagam.

«NÃO É NAS VOSSAS CASAS, POIS NÃO?»

 Para ler, reler e guardar.


.


SEXTA ÀS 9 NA MIRA DO MP

«Procuradora Andrea Marques também quis saber quem eram as fontes dos jornalistas do "Sexta às 9" da RTP: A procuradora que colocou dois jornalistas sob vigilância da PSP sem mandado judicial também já tinha procurado saber as fontes dos jornalistas do "Sexta às 9"».

CONFINAMENTO À MEDIDA DOS LOBBIES

Fechar uns sectores e manter outros abertos, sem estudos nem transparência, revelam uma governação à medida dos lobbies. Não admira que António Costa não tenha vergonha ou qualquer rebuço de dar um passo atrás. Estranho é permiti-lo sem revolta. Não aprendemos, apenas cumprimos.

quarta-feira, janeiro 13, 2021

ESCOLAS ABERTAS

Depois dos milhares de mortes por causa do fundamentalismo contra os privados do sector da saúde, agora chegou a vez da cegueira ideológica criar uma espécie de lotaria Covid durante o próximo mês de um novo confinamento. António Costa entende, sem qualquer estudo digno desse nome, que a mecânica de transmissão do vírus pára à porta das escolas. E quanto aos transportes públicos nada a acrescentar ao «parece que».

P. S. Depois do 1º de Maio, da festa do Avante e do PCP ter viabilizado o Orçamento de Estado 2021, o que resta de Mário Nogueira e da FENPROF?

NÃO TEMOS MAIS ENFERMEIROS

MARCELO CONTINUA CALADO QUANTO AO ATAQUE À LIBERDADE DE IMPRENSA

Ana Gomes, Marisa Matias, Tiago Mayan Gonçalves e Vitorino Silva já reagiram ao novo episódio de perseguição e espionagem que atingiu os jornalistas. 

P. S. Não há nada como um ataque à liberdade de imprensa para ficarmos a saber quem é quem. Incluindo o primeiro-ministro, António Costa, e a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, que também continuam calados.

P. P. S. André Ventura já condenou espionagem.

P. P. P. S. João Ferreira também já reagiu, refirmando que a liberdade de imprensa é um valor fundamental.

FOI VOCÊ QUE PEDIU UMAS ELEIÇÕES?

Era cada vez mais claro que as eleições presidenciais podem correr mal. Hoje é claro que o governo não cuidou como devia da preparação do acto eleitoral em contexto de pandemia e de confinamento. Depois do candidato-fantasma no boletim de voto, da exclusão dos emigrantes e da confusão com os votos dos idosos nos lares, é caso para perguntar: Costa vai acabar por "oferecer" a eleição presidencial a um dos candidatos?

VENTINHAS DE FORA

MARCELO AMUADO

A campanha eleitoral está a mostrar que, ao fim de cinco anos, Marcelo Rebelo de Sousa não reforçou a credibilidade da instituição Presidência da República. Nem o respeito pelo cargo de presidente da República. Será que vão começar a vigiar e fotografar os cidadãos?

MINISTÉRIO PÚBLICO E PSP VIGIAM E FOTOGRAFAM JORNALISTAS

A questão e o método já se colocam há muitos anos. É possível ser jornalista sem proteger as fontes de informação de escutas e vigilâncias ilegais? A banalização da ilegalidade não é de agora, já tem barbas

P. S. Marcelo, presidente, e Marcelo, candidato, andam distraídos. À espera dos outros candidatos presidenciais. E Snowden com outro brilho.

O ATAQUE À LIBERDADE DE IMPRENSA

terça-feira, janeiro 12, 2021

DEBATE ENTRE SEIS SEM MÁSCARA E UM COM MÁSCARA

I PARTE

Vitorino Silva acusa o presidente e o governo de falta atempada de preparação de eleições presidenciais no contexto de pandemia;

II PARTE

Tiago Mayan Gonçalves arrasa quem afirmou que não precisava do sistema de saúde, leia-se os sectores privado e social;

III PARTE

T. M. G: Entre Marcelo e Costa já não se sabe onde acaba um e começa outro. O PR tem que assegurar o regular funcionamento das instituições;

João Ferreira: Afectos de Marcelo são como a riqueza nacional: existem mas estão mal distribuídos (a propósito da manifestação dos trabalhadores da GALP em Matosinhos);

IV PARTE

V. S.: sobre o “consórcio” Marcelo-Costa: Nunca vi políticos a lutar pela culpa.

Ana Gomes acusa Marcelo de nunca ter falado do desvio de dinheiro para offshores.

André Ventura: Há mais de 4 mil taxas. Isto mostra o cancro em que vivemos. Quem quer investir e criar emprego, está amarrado. Tudo permitido por Marcelo Rebelo de Sousa.

Marisa Matias: As desigualdades não são uma excepção, são o centro da política.

V PARTE - Se for presidente da República...

V. S.: Vai haver muito mais luz.

M. M.: Um país de justiça social.

J. F.: Esperança, trabalho com direitos, igualdade entre homens e mulheres.

T. M. G: Portugal terá de ser os 10 milhões de visões, desejos, anseios e ambições de todos os portugueses e dos que cá viverem.

A. V.: Não vamos ter um país em que metade trabalha para outra não fazer nada.

M. R. S.: Que os portugueses gostem ainda mais de Portugal.

A. G.: Um país onde a justiça funcione e um país com relevância na Europa.

REUNIÃO INFARMED... INCRÍVEL!

A reunião do Infarmed permitiu confirmar toda a irresponsabilidade política de Marcelo e Costa. E o relato veiculado pela comunicação social do que lá se passou, que branqueia a forma como a "dupla" tem gerido erraticamente a pandemia com base em política e achismos, é de bradar aos céus, como aliás tem insistido Ricardo Baptista Leite, no seu espaço de opinião na CMTV, e na declaração à saída da reunião com os especialistas.



MARCELO RETOCA

O apoio de António Costa na AutoEuropa, e o caso de Ihor Homeniuk têm agora uma nova versão do candidato presidencial. É Marcelo a retocar a história.

ÂNGELA MERKL E LIBERDADE DE OPINÃO

A chanceler Ângela Merkel mostrou ao mundo a sua dimensão de estadista. A propósito de Donald Trump, a líder da CDU nos últimos 21 anos assumiu a declaração politicamente incorrecta de considerar que a liberdade de opinião não pode estar à mercê do patrão do Twitter.

ALUNOS A GELAR NAS ESCOLAS

Portugal tem a quarta maior divida pública, mas não há dinheiro para as escolas. E os alunos do secundário continuam a gelar durante as aulas.

MARCELO TESTOU NEGATIVO

O candidato presidencial agora testou negativo.

P. S.  O positivo já era.

MARCELO TESTOU POSITIVO

A notícia rebentou que nem uma bomba, mas não há um único português que não a tivesse vichyssoise, perdão, imaginado. Vindo de quem vem é inteiramente legítimo questionar: tal como noutros tempos, será mais um facto político criado à imagem e semelhança da conveniência do agora candidato presidencial? Se na política com Marcelo sempre foi assim, então nas presidenciais «tudo pode acontecer até ao último dia».

P. S. Bem fizeram os restantes candidatos presidenciais em tomar imediatamente medidas preventivas, colocando-se em isolamento profilático e contactando o SNS24. Pelo sim, pelo não, todo o cuidado é pouco com a Covid. E com novos factos políticos.

GATOS E RATOS

AGORA ESTES E DEPOIS OS OUTROS

segunda-feira, janeiro 11, 2021

ILEGALIDADES, CONSEQUÊNCIAS E UM FITO

ANA GOMES SOBE O TOM DAS CRÍTICAS

A candidata presidencial não desarmou com a vitimização de Marcelo Rebelo de Sousa e a hipocrisia enviesada que por aí grassa. E voltou à carga com um assunto que interessa os portugueses. "Donos Disto Tudo" não é com a senhora embaixadora.

MARCELO E ARROGÂNCIA


 

TAP COM OUTRAS ASAS

Tiago Mayan Gonçalves em entrevista a Octávio Ribeiro, na CMTV, desmontou simples e magistralmente a falácia da TAP como agente de soberania, afirmando que basta que o Estado faça com as ligações aos PALOP's e demais comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo o mesmo que faz com os Açores e a Madeira, ou seja subsidiando ligações aéreas que não são rentáveis.

SETE CANDIDATOS E A SOMBRA

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS - O PACTO DE DESCONFIANÇA

O CONFINAMENTO DAS PRESIDENCIAIS

COSTA EM RODA LIVRE. E MARCELO CALADO

2021: ANO DE RECUPERÇÃO OU ESTAGNAÇÃO?

IPSE DIXIT. BOA SEMANA!


A decisão teve os efeitos que teve. 
Na altura falei de um pacto de confiança com os portugueses. 
Mas o pacto de confiança não funcionou. 
É um facto. 
Assumo essa responsabilidade sem problema nenhum, 
por mim, pelo Governo e por todos os que intervieram.

Marcelo Rebelo de Sousa

domingo, janeiro 10, 2021

PRESIDENCIAIS: CAMPANHA ARRANCA COM TRÊS SURPRESAS

A campanha eleitoral oficial para as presidenciais 2021 arranca com surpresas: Marcelo Rebelo de Sousa vê o seu espaço eleitoral ameaçado por Tiago Mayan Gonçalves e André Ventura; por sua vez, Ana Gomes reforça a sua posição no seio da Esquerda à custa das fracas prestações de Marisa Matias e João Ferreira. Até Vitorino Silva está a ajudar no mediatismo de uma das mais importantes eleições em Democracia.

P. S. O confinamento geral é terceira surpresa no início da campanha eleitoral. E porquê? Porque a "generosidade" de Marcelo e Costa venceram no Verão e no Natal, contra a opinião dos especialistas. E, pasme-se, Marcelo até assume a responsabilidade sem problema nenhum. Costa fica calado.

O MARQUÊS E O ORGULHO DE MARCELO

Continua a ser desconhecida a decisão instrutória do processo Marquês, que o Conselho Superior de Magistratura pretendia até Outubro de 2020. E quanto ao caso BES... Entretanto, Marcelo está orgulhoso com os avanços da Justiça.

PRESIDENCIAIS: SAÚDE, SÁUDE, SAÚDE

O último frente-a-frente entre candidatos presidenciais, João Ferreira e Vitorino Silva, colocou em cima da mesa os problemas dos portugueses, dedicando espaço e tempo à saúde e à pandemia. O líder do RIR, mais uma vez fez a síntese: «As vidas não têm preço». E João Ferreira voltou a contestar a ideia de confinamentos gerais.

sábado, janeiro 09, 2021

MARISA IMPREPARADA TIAGO ARRASADOR

O debate entre Marisa Matias e Tiago Mayan Gonçalves foi um dos piores debates entre candidatos presidenciais, porque a impreparação da candidata do Bloco de Esquerda foi facilmente arrasada pelo candidato apoiado pela Iniciativa Liberal. Simpatia não chega!

ANA GOMES FINALMENTE

O debate entre Ana Gomes e Marcelo Rebelo de Sousa revelou a diferença. Desde o primeiro minuto, com a denúncia da rábula que arrastou a comunicação da decisão de recandidatura. E, finalmente, Ana Gomes, no melhor registo desde o início dos debates, deixou claro o que foi o actual presidente e o que poderá ser uma nova presidente que nunca será o garante dos Donos Disto Tudo. A irritação final de Marcelo diz tudo.

VITORINO SILVA, RESPEITO E ÉTICA

A entrevista do candidato presidencial Vitorino Silva a Octávio Ribeiro, na CMTV, não desiludiu. Duas mensagens decisivas: quem não respeita os adversários, não respeita a Democracia; e, tão importante, nos tempos que correm, acabar a entrevista com uma forte chamada de atenção para a necessidade de ética no jornalismo.

ASSIM VAI O (DES) GOVERNO DA JUSTIÇA

O caso do procurador europeu, José Guerra, entre outras nomeações de Francisca Van Dunem, no Sexta às 9.

E O PAÍS A PAGAR

A loucura política de Marcelo e Costa, durante o Verão e o Natal, custa mais um confinamento brutal. Novos apoios estão a ser preparados para serem pagos sabe Deus quando, certamente numa percentagem ridícula, dificultando ainda mais a vida dos trabalhadores e dos empresários.

P. S. Com este presidente é assim. E se for reeleito continuará a ser assim. Com o mesmo descaramento político de comparar o que se está a passar em Portugal e noutros países europeus que têm dinheiro para ressarcir quem é obrigado a ficar fechado em casa...

DEMOCRACIA LIMITADA

O PRESIDENTE QUE SAIR DISTO

TIAGO E TINO: SEM SAÚDE E PÃO NÃO HÁ DEMOCRACIA

Tiago Mayan Gonçalves e Vitorino Silva, a cada debate, confirmam-se como os candidatos mais próximos das dificuldades do dia-a-dia dos portugueses, assumindo-se contra o sistema e denunciando os erros do Estado com tranquilidade e razão, desde a saúde aos bancos e à TAP. A ironia final do agrafador e das assinaturas diz tudo.

sexta-feira, janeiro 08, 2021

MARISA MATIAS E JOÃO FERREIRA: RESTA POUCO TEMPO

Os candidatos apoiados pelo Bloco de Esquerda e pelo PCP poderão ficar na história, ao lado de António Costa e do que resta do verdadeiro PS, como os responsáveis pela subida do Chega e pela eleição de um candidato de direita que ficou comprovadamente aquém da exigência da presidência. Não se pode falar convergência ao país, para depois falhar no Parlamento e vincar egos nas presidenciais de 2021.

ANA GOMES E ANDRÉ VENTURA: DEBATE LONGE DO PAÍS

O batalha ideológica é importante, mas o dia-a-dia dos portugueses é ainda mais importante. O terreno imposto por Ana Gomes no debate com André Ventura, com convicção e galhardia, incluindo a defesa de Paulo Pedroso, favoreceu o candidato do Chega. Porventura, é um preço que Ana Gomes assumiu pagar, quando o seu partido, o PS, abandonou a luta pelo mais alto cargo da República.

POIARES MADURO E RANGEL TIRAM O TAPETE A RUI RIO

É um sinal político e partidário de extrema importância: os dois principais e mais credíveis rostos da oposição ao governo, logo a Marcelo Rebelo de Sousa, não se deixaram encantar pela reacção para inglês ver do PSD aos desvarios de António Costa. É caso para concluir: Miguel Poiares Maduro e Paulo Rangel rejeitaram a oposição medíocre e até cúmplice de Rui Rio para "salvar" as presidenciais. Com ou sem descaramento, perdão, adiamento.

P. S. Na frente sanitária, Covid, Ricardo Baptista Leite continua a "salvar" a preguiçosa e surrealista oposição política de Rui Rio. Até quando?

PRESIDENCIAIS: VOTOS DOS IDOSOS

Começam a surgir muitas preocupações com o que se vai passar no dia 24 de Janeiro, designadamente em relação aos mais idosos e, entre eles, aqueles que estão nos lares legais e ilegais, como já sublinhei aqui.

P. S. Há mais de dois milhões de portugueses, com 65 e mais anos (INE). Muitos serão, com ou sem confinamento, forçados à abstenção. Muitos outros, certamente não votarão num presidente que foi cúmplice de um governo que os abandonou desde o primeiro dia.

PANDEMIA DESCONTROLADA

António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa continuam a fazer uma desastrosa gestão política da pandemia. O cenário aterrador está aí, com a pandemia descontrolada. A realização de um livro branco sobre a Covid é um imperativo em memória dos quase 8 mil mortos.

REGRESSO AOS TEMPOS DE SÓCRATES

As declarações do primeiro-ministro, criando uma intentona na versão de campanha internacional, são tão risíveis que apenas manifestam um descontrolo crescente. A propaganda já não basta.

quinta-feira, janeiro 07, 2021

ENTRE O PLÁSTICO E O GENUÍNO

O debate entre Marcelo Rebelo de Sousa e Vitorino Silva até podia não gerar grandes espectativas, mas foi de uma utilidade extraordinária. Ficou ainda mais evidente a falsidade do plástico face à transparência do genuíno. Foi um momento de verdadeiro serviço público. Talvez por isso só há última da hora o sistema teve de integrar o verdadeiro outsider das presidenciais 2021.


P. S. A brilhante imagem da "faca de um quilómetro" deve estar a fazer pensar muitos socialistas.

DOIS CAMINHOS MAIS INFORMAÇÃO

O debate entre Ana Gomes e Tiago Mayan Gonçalves foi conseguido: traduziu caminhos diferentes e alternativos, tendo cada um dos candidatos apresentado os seus argumentos. O único ponto comum foi a crítica ao mandato de Marcelo Rebelo de Sousa.

P. S. O distanciamento de Ana Gomes em relação a António Costa revelou coragem política.

ANDRÉ VENTURA VERSUS MARISA MATIAS: ENGORDA!

O debate entre André Ventura e Marisa Matias na SIC é o mais cristalino exemplo da engorda do candidato apoiado pelo Chega. A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda, por melhores que fossem as suas intenções, prestou um enorme frete ao líder do partido mais à direita com assento na Assembleia da República. Pode ser que sirva de exemplo...

A POBREZA E OS SEM-ABRIGO: NÃO DÁ JEITO?

Com o frio polar a invadir o país, a pobreza e os sem abrigo continuam de fora dos debates presidenciais.  Será aceitável e admissível? 

OS CANDIDATOS PODEM CONFIAR EM MARCELO PR?

BIDEN: O PRESIDENTE

Joe Biden, o 46º presidente dos EUA, tem pela frente a pandemia, a crise económica e a divisão entre os norte-americanos.

CHAMEM A "DIREITA SOCIAL"

É um caso de polícia: Uma procuradora, Ana Mendes de Almeida, foi afastada depois de um comité de peritos internacionais a ter escolhido em termos agora conhecidos. Um juiz, José António Cunha, depois de afastado, avança com duas ações contra o Ministério da Justiça. 

P. S. PGR tardou em anunciar inquérito, apesar da repercussão mediática do caso. A Ordem dos Advogados já avançou.

UM PRESENTE NATALÍCIO ENVENENADO

O PROCURADOR EUROPEU E OS "LAPSOS" DO CONCURSO

HOSPITAIS: SABER O QUE SE ESTÁ A PASSAR

Para conhecer o que se está a passar nos hospitais públicos temos ficar dependentes de vídeos anónimos? Será que as direcções editoriais vão aguentar até 24 de Janeiro ou podemos conhecer melhor a dimensão politicamente criminosa do silêncio da "direita social" que está em Belém sobre o SNS?

P. S. O acesso dos jornalistas aos hospitais neste momento de caos é tão importante como a liberdade de movimentos que lhes foi concedida no início da vacinação em que tudo correu bem.

INVASÕES E MAIS MARCELADA

Nos States, o povo invade o coração da Democracia em diversos Estados. Em Portugal, o presidente (e recandidato) revela teor da conversa com um líder partidário em Belém. O sistema está a começar a ruir. Não, não é um sonho. 

quarta-feira, janeiro 06, 2021

MARCELO DESORIENTADO COM VENTURA EM POSE DE ESTADO

Num dia atípico, com o povo norte-americano a cercar a sede da Democracia, só faltava mesmo um presidente (e recandidato) desorientado com um challenger sem medo das palavras e dos votos, ainda por cima em pose de Estado. Impensável!

JOÃO FERREIA COM A CASSETE E MAYAN A VOAR

Dogmatismo versus realismo. O discurso económico do século XIX versus o capitalismo a caminho da regeneração adiada. Até os chineses já perceberam o gap, liberdade individual e política à parte.

P. S. Moderação conseguida.

ELITE E POVO: HARMONIA

Ana Gomes e Vitorino Silva revelaram inteligência, ideias e respeito mútuo. Afinal, e por muitos atrasos atávicos, Portugal evoluiu nas últimas décadas.

PRESIDENCIAIS, VOTO ANTECIPADO E ESPIÕES

Um governo que tem um secretário de Estado da Administração Interna que fez parte da direcção do SIS e esteve envolvido no caso dos "vistos gold" é por si só um escândalo. Mas ter o mesmo secretário de Estado a coordenar o programa de voto antecipado das próximas presidenciais é preocupante. E merece escrutínio público.

P. S. E ainda a propósito de secretas. Em Agosto passado foi noticiado: «Finanças avisam SIS por excesso de gastos». O que se está a passar? Será a Covid? Estamos em guerra? E os candidatos presidenciais não têm nada a dizer?

OS TRIBUNAIS ESTÃO PREPARADOS PARA AS INSOLVÊNCIAS?

A CUNHA PARA O PROCURADOR

A NOMEAÇÃO DO PROCURADOR EUROPEU

SNS AO VIVO E A CORES

Os infectados e as mortes Covid já dispararam, e ainda não se sabe exactamente quanto vai custar a "generosidade" de Marcelo e Costa no Natal. 

P. S. As imagens que circulam do Hospital da Guarda são o prenúncio daquilo a que vamos assistir nas próximas semanas. O vídeo não foi feito por jornalistas, mas serve para revelar as terríveis condições em que o SNS está a trabalhar.

AS SONDAGENS, A DIREITA E A ESQUERDA

«Se a pandemia tiver uma fatura para quem está no poder, ou mais próximo dele, a conta ainda não chegou».

terça-feira, janeiro 05, 2021

CANDIDATA INTELECTUAL E CANDIDATO POETA

São duas candidaturas de um mesmo sonho, Marisa Matias e Vitorino Silva. Não é possível ficar indiferente a uma intelectual que é capaz de se libertar da arrogância. Nem desvalorizar as metáforas prosaicas e inteligentes de Vitorino Silva. Eis mais um debate em que a Democracia ficou a ganhar.

ANDRÉ VENTURA E TIAGO MAYAN GONÇALVES EM BUSCA DA CREDIBILIDADE NAS URNAS

André Ventura e Tiago Mayan Gonçalves são os candidatos presidenciais que buscam a credibilidade institucional nas urnas. Com mais ou menos fragilidades, contradições, excessos e delírios, ambos representam um discurso que rebenta com o bafio do regime. Não o compreender, e até rir com a certeza de uma sabujice de muitos anos, é um erro que pode ficar chancelado no próximo dia 24 de Janeiro.

ANA GOMES GENUÍNA

O debate entre Ana Gomes e João Ferreira foi uma lufada de ar fresco no debate para as presidenciais de Janeiro de 2021, marcado por questões que mais importam para o dia-a-dia dos portugueses. Por um lado, Ana Gomes insiste na tentativa de fusão de candidaturas à Esquerda, reafirmando que está «sempre disponível para convergências, sobretudo quando a democracia está em causa e sobre ataque»; por outro, e também muito importante: «Este é o tempo de reclamar este país. Os jovens têm de se implicar. Este país é deles. Como é dos mais velhos». Ana Gomes, no seu melhor, genuína, está de volta! Crítica do governo, mas sempre próxima dos socialistas. O candidato apoiado pelo PCP continua a desiludir.

ANA CARLA ALMEIDA NÃO SE CALA

SELMINHO: CHAMEM O SHERLOCK HOLMES

PRESIDÊNCIA MANCHADA

No dia em que arranca a 4.ª Presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, o caso do Procurador Europeu ocupa a agenda mediática. 

VENTINHAS PRESSIONA VAN DUNEM

É o núcleo duro do governo – três ministros de total confiança pessoal e política de António Costa – a desabar com estrondo. Depois de Siza Vieira e de Eduardo Cabrita, agora é Francisca van Dunem. António Ventinhas, presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, avisa: «As informações falsas podem ter viciado o processo de seleção». E Torres Couto «envia carta a Costa em que ameaça desvincular-se do PS».

A IMUNIDADE DO GOVERNO

PSD A VÁRIAS VOZES NO CASO VAN DUNEM

As declarações de David Justino à saída de Belém, a propósito do estado de emergência e da demissão de Francisca Van Dunem, dizem tudo sobre o estado do PSD. E contrastam com os tweets de Rui Rio. Oposição, com clareza, só mesmo da parte de Paulo Rangel.

P. S. Costa já informou o presidente: ministra da Justiça é para ficar.

segunda-feira, janeiro 04, 2021

ANDRÉ VENTURA E VITORINO SILVA: O POSSÍVEL

Dois outsiders, muitas esperanças calibradoras sem vergonha de um regime sem perdão. 

ANA GOMES E MARISA MATIAS: COLAGEM E DESILUSÃO

Quando as alternativas ao candidato "eleito" por António Costa passam um debate inteiro a colarem-se a António Costa, então só resta uma Esquerda calculista, fraca e sem alma. E, pasme-se, é esta mesma Esquerda que não tem uma única palavra sobre os direitos dos mais idosos e dos jovens, confundindo o ego com o futuro. Uma enorme desilusão!

P. S. Clara de Sousa como jornalista/entrevistadora/moderadora é outra loiça.

BRANQUEAMENTO: JOÃO FERREIRA E MARCELO EMPATADOS

O debate entre João Ferreira e Marcelo Rebelo de Sousa acabou por frustrar aqueles que queriam saber quem branqueia mais o governo de António Costa. No entanto, o empate foi renhido. Há uma certa Esquerda comunista que deve ter finalmente percebido que João Ferreira nunca será líder do PCP, enquanto uma certa Direita tem de admitir que Marcelo continua a caminho do grande encontro com a Esquerda. Avante!

COSTA E O PADRÃO DO COSTUME

Depois de Marcelo Rebelo de Sousa ter afirmado que ainda estava à espera de mais informação sobre o caso Van Dunen/Guerra, António Costa deu uma (enésima) entrevista a avisar que em pandemia não lhe passa pela cabeça haver uma crise política. Passadas poucas horas foi conhecida publicamente a demissão de Miguel Romão. Um pouco mais tarde veio ainda a público o comunicado do diretor-geral da Política de Justiça que desmente categoricamente a ministra da Justiça. Novidades? Não, é o padrão do costume desde o tempo de Sócrates.

VAN DUNEM AINDA É MINISTRA?

É mais um caso, agora envolvendo a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, e a nomeação de José Guerra. E a cada  revelação e tentativa de explicação esfarrapada, caso após caso, por mais politicamente indigno, com mais ou menos acusação tardia de desleixo, António Costa aparece sempre reforçado. É difícil assistir sem uma gargalhada.

PRESIDENCIAIS 2021: TSUNAMI À VISTA

ASSANGE: O PRINCÍPIO DO FIM DO INFERNO

DICIONÁRIO DA PESTE

OS NÚMEROS DA SAÚDE

6,6 milhões de consultas em atraso.

ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS - O QUE PARECE É

IPSE DIXIT. BOA SEMANA


Tenho a certeza de que o eleitorado socialista
não se identifica com Marcelo.

Ana Gomes

domingo, janeiro 03, 2021

TIAGO MAYAN GONÇALVES ENCOSTA MARCELO

O momento-chave no debate entre Marcelo Rebelo de Sousa e Tiago Mayan: «O senhor é o candidato dos donos disto tudo». A pedrada no charco do candidato apoiado pela Iniciativa Liberal teve múltiplos efeitos:  «Gastámos 21 mil milhões euros na banca. Recebemos mais de 100 mil milhões de euros de fundos europeus. E endividámo-nos em mais de 200 mil milhões de euros. Mesmo assim continuou o aumento do esforço fiscal». A conclusão foi fatal: «O que move o senhor Presidente é a sua popularidade». Ou seja, mais um episódio do ruir da anunciada apoteose marcelista. 

P. S. Marcelo a sacudir a água do capote em relação aos próximos números da Covid promete.

ANDRÉ PREPARADO, JOÃO PASSADO

O primeiro debate presidencial da TVI24 revelou um formato televisivo que favoreceu o candidato André Ventura, bem preparado, mais ágil e implacável. E a estratégia de colar Ventura ao fascismo deu no que deu. João Ferreira foi encostado às cordas do passado, sem conseguir reagir, num espectáculo penoso de assistir.

P. S. Um jornalista nem sempre é um bom entrevistador/moderador.

sábado, janeiro 02, 2021

DESIGUALDADES: MARISA A GOZAR MARCELO

O primeiro debate das presidenciais 2021 foi de enorme relevância. Marisa Matias gozou de fininho Marcelo Rebelo de Sousa a propósito do que o ainda presidente (não) fez, durante cinco anos, para combater as desigualdades. E nem precisou de referir as palavras política e objectivamente farsolas da última comunicação presidencial sobre a matéria.

MARCELO EM NÚMEROS

Há tragédias e tragédias. Em 2017, morreram 114 pessoas nos incêndios de Pedrógão. E o presidente da República, a repetir-se a tragédia, ameaçou não recandidatar-se. Em 2020, além das mortes por Covid (mais de 6 mil), cuidados de saúde em falta já custaram mais de 5 mil óbitos. E Marcelo é recandidato.

HÁ 100 ANOS QUE NÃO MORRIA TANTA GENTE

O ANO DO "GREAT RESET"

A CADA 1 DE JANEIRO

O PREÇO DO SEGREDO

CARLOS DO CARMO. WHAT ELSE?