MAIS ACTUAL BLOG

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

terça-feira, março 31, 2015

Votos na Madeira: mau prenúncio

 A contagem e recontagem dos votos na Madeira, com incerteza quanto aos resultados, é um mau prenúncio para as legislativas de 2015.

O mundo estava bem melhor sem Obama

A verdadeira lista VIP

Vem no jornal




domingo, março 29, 2015

A aldeia dos impunes




Segredo de polichinelo




Palhaçadas




sábado, março 28, 2015

O Fi(a)sco




A minha fé

O Bug do governo




Henrique Neto: o aparelho socialista e a outra casta

A candidatura de Henrique Neto teve a bondade de fazer sair da toca uma parte do aparelho do PS, precisamente aquele que deve estar a viver dias de terror com a possibilidade de perder influência e regalias. Mas o mais curioso é que outro tipo de casta, que reúne aqueles que se dizem contra o sistema, mas que viveram sempre à custa dele, não resistiram a começar a tentar diminuir a candidatura do ex-deputado socialista.

sexta-feira, março 27, 2015

Açores, terra prometida

A vontade humana não se comanda

Tragédia alemã



Sem-abrigo no museu


Angola: os generais estão em guerra!

quinta-feira, março 26, 2015

Cor de pérola

Crescer, para quê?

Eleições antecipadas: o último favor de Cavaco Silva

A extraordinária manutenção em funções do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, por enquanto, é mais uma prova que este Governo está esgotado. De facto, a marcação de eleições antecipadas é o melhor favor que Aníbal Cavaco Silva poderia fazer ao país, a Pedro Passos Coelho e a Paulo Portas.

Morte suspeita chega aos Impostos




Talentos desiguais

quarta-feira, março 25, 2015

Henrique Neto: um bom arranque para as presidenciais

Henrique Neto é uma lufada de ar fresco na pré-campanha das presidenciais. Enquanto uns e outros, da direita à esquerda, lá vão fazendo o caminho contando com os favores do sistema, o ex-deputado socialista avançou. E só surpreendeu quem não o conhece ou ainda anda demasiado preocupado com o(s) aparelho(s).

Um Quixote em Israel




A lei dos pobres

terça-feira, março 24, 2015

O monstro

Justiça "futebolizada"

«O mérito e a verdade passaram a ser abafados pela barulheira».

Cofre fraco

«É assim com este governo – os cofres podem estar cheios, mas os bolsos dos portugueses, a democracia e o futuro estão vazios. Completamente ocos». 


Herberto Hélder


Bode salgatório




segunda-feira, março 23, 2015

Fujam e não voltem

PTP/Ag!r

É uma das novidades para as eleições legislativas de 2015.

Quem mais se eclipsa?

Todos sabiam do furacão do BES

Obeso amputado

«O euro fraco e as baixas taxas de juro vão dar um impulso à economia portuguesa».

Uma democracia VIP

Senhor presidente, antecipe eleições

Afinal Portugal é a Grécia

O burgesso Araújo é a metáfora ambulante de Sócrates

José Sócrates: a não ser que...

Depois das últimas decisões judiciais do Tribunal da Relação de Lisboa, que deitaram por terra as falsidades para atacar o juiz Carlos Alexandre e o procurador Rosário Teixeira, já vai por aí um flic-flac arrepiante. Os mesmos que bajularam e beneficiaram criminosamente do poder que José Sócrates acumulou ao longo de uma década de poder não terão qualquer pejo em tentar enterrá-lo ainda antes do julgamento. A não ser que...

Henrique Neto avança com candidatura às presidenciais

Como é isto possível?!

sábado, março 14, 2015

Atrair emigrantes ou caçar votos?

Cumpra-se!

«Quando um primeiro-ministro viola o seu contrato eleitoral, porque prometeu não aumentar impostos mas não hesita em fazê-lo, tem de ser demitido». 


Olha o pedófilo!

«Em crimes deste quilate, vigilância e mesmo restrições judiciais são necessárias (no exercício da parentalidade, no trabalho com menores, etc.). Mas essa vigilância não cabe a vizinhos, curiosos ou turistas». 


O efeito dos crimes de violação do segredo - No comportamento de um gato feliz

O inútil de Belém




Começou a caça




sexta-feira, março 13, 2015

António Costa não pára de nos surpreender

Isenção



O último sorteio da "fatura da sorte"

OPA à PJ




Atenção aos comboios




Dos comunistas do passado ao presente do Estado Islâmico

O bloco comunista liderado pela ex-URSS nunca percebeu o efeito devastador das fugas dos seus cidadãos para o ocidente. Com a queda do muro de Berlim ruiu o edifício comunista e grande parte dos seus ideais vilipendiados por uma nomenclatura corrupta e maniqueísta. Hoje, passados 26 anos da noite em que os alemães deixaram de estar divididos pelo muro físico que separava os dois blocos políticos, é triste assistir às notícias que dão conta da tentativa repressiva e ridícula - perseguição, controlo e censura na Internet - de evitar pela força a fuga de jovens ocidentais a caminho do chamado Estado Islâmico. Em vez de perceber o que motiva estes jovens, os governos europeus enterram a cabeça na areia. O resultado não pode ser auspicioso...

Sócrates: Da maioria histórica à detenção

quinta-feira, março 12, 2015

A fratura ética




Videirinhos

Nunca tentem enganar um chinês




Conde é para sempre




quarta-feira, março 11, 2015

Costa: o candidato da instabilidade

O sistema político e a estagnação económica


Sem PM nem PR

As contas públicas, o desemprego, a falta de crescimento sustentado e a anemia do maior partido da oposição parlamentar não são os maiores problemas de Portugal. Falta verdade na política portuguesa. E quando nem o PM nem o PR conseguem estar ao nível de tal exigência, então a incerteza invade todos os domínios e deixa o país à deriva. O país não aguenta com tanto formalismo bacoco e inconsequente. 

O magnífico contribuinte português

A hora do pântano




Destino fora de casa

terça-feira, março 10, 2015

Deixem-se de tretas

Notificação




A ideia de resistir




segunda-feira, março 09, 2015

A dúvida absoluta




Baile a 4 em Espanha

«O bipartidarismo espanhol, que tal como cá dominou a democracia constitucional, num baile de agora mando eu, depois mandas tu, está a esboroar-se, pelo surgimento de dois novos atores que colocam em causa os tradicionais donos do poder».

As meias-tintas de António Costa

Imprensa (2)

«No seguimento da minha eleição fui contactado sucessivamente por quatro jornalistas que se ofereceram para trabalhar comigo».

Os lapsos do sistema

domingo, março 08, 2015

Reservar a admissão




Só empurrado


Golpe no banco


Financial Times arrasa os "cleptocratas" de Angola

A imagem externa e os casos avulsos

Quem julgava que já tinha visto tudo, obviamente está enganado. No espaço de uma semana, assistimos a um primeiro-ministro, politicamente ferido de morte, a tentar remendar a coisa; também assistimos a mais manifestações dos pequenos aforradores do BES que, para já, com a cumplicidade do Estado e do Banco de Portugal, viram as suas poupanças espoliadas; e assistimos ainda ao vice-primeiro-ministro a fugir deles, pelas escadas a baixo, recusando ouvir quem pede justiça; por último, Aníbal Cavaco Silva entendeu vir a terreiro fazer mais uma triste declaração que só envergonha o país. É caso para perguntar: com casos destes, qual é a imagem externa de Portugal?

quinta-feira, março 05, 2015

Fracos reis pobre País


Pirómanos à solta

Passos, Portas e Costa: o regime faliu

O poder político em Portugal desceu ao mais baixo nível. Com um ex-primeiro-ministro na cadeia, só faltava ter de assistir às suspeitas na praça pública sobre Pedro Passos Coelho, Paulo Portas e António Costa.  E as reacções de cada um dos visados, independentemente da sua culpa ou inocência, nos mais diversos momentos e circunstâncias, deixam o mais comum dos cidadãos de boca aberta. É de mais!

P. S. Aníbal Cavaco Silva remeteu-se ao silêncio, mesmo no momento em que os dois principais responsáveis governamentais e o líder do maior partido da oposição parlamentar andam na lama. Seria possível esperar pior da parte do presidente da República?

quarta-feira, março 04, 2015

Sombras do poder russo




Ainda ficamos sem políticos…

O nosso tempo

A chave da vida

O momento Relvas


Cabra é cabra e o resto é conversa

terça-feira, março 03, 2015

Sem qualidades




A misteriosa táctica de Isabel dos Santos

Encostados ao passado

Desculpa inaceitável

«Há ainda o facto agravante de o cidadão em causa, agora primeiro-ministro, ter escapado às contribuições para a Segurança Social depois de ter sido deputado».

Pedro Mota Soares aguenta

A dívida de Pedro Passos Coelho à Segurança Social, que não é dívida mas foi paga, está a ser avaliada pela óptica do incumprimento do contribuinte, desviando as atenções da responsabilidade política do ministro que tem a tutela. É bom lembrar que, contrariamente ao comum cidadão, a Segurança Social deixou o caso arrastar-se até Pedro Passos Coelho decidir pagar.

P. S. Ou o primeiro-ministro não houve quem o aconselha, ou então tem um gabinete composto de amadores e incompetentes. 

BCP e BPI: o risco angolano

A manter-se o mesma lógica governamental, Pedro Passos Coelho poderá deixar o mercado financeiro funcionar livremente, abrindo a porta à criação de um super banco português em que determinados investidores angolanos terão uma posição muito importante. Quem protege os pequenos accionistas do BCP e do BPI? O Banco de Portugal? E quem assegura que esta aventura não resulta em mais um desastre financeiro?

Sócrates e as pulgas

É impressionante como a mais elementar falta de condições das prisões portuguesas, designadamente a que terá ocorrido em Évora, é tratada na opinião pública e na comunicação social como apenas e mais um fait divers. Diz muito do estado a que o país chegou...

segunda-feira, março 02, 2015

Passos Coelho e Portas: a última fronteira

O País está igual...


Maioria absoluta? Com "casos" destes???

Carreirismo político