MAIS ACTUAL BLOG

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

quinta-feira, setembro 29, 2011

Presidente esgotado

Aníbal Cavaco Silva deu uma entrevista numa fase crucial. Alguma novidade? Não! A conversa do costume, os recados estafados e inconsequentes e o anúncio de mais uma reunião do Conselho de Estado. Então qual terá sido o objectivo do presidente da República? Em primeiro lugar, defender a banca; em segundo, afirmar um conjunto de banalidades para poder dizer mais tarde: Eu avisei. É pouco, é mais do mesmo do que se passou com José Sócrates. O resultado está à vista. Este presidente está esgotado.

sábado, setembro 24, 2011

Da Grécia a Portugal: a mesma luta

De uma penada, João Rodrigues, que escreve num dos mais interessantes blogs, desvia as atenções do essencial, pois há uma questão prévia: Por que razão os europeus têm de sustentar quem manipulou as contas, mentiu, enganou e andou a sustentar elites corruptas?
O povo grego não tem culpa de governantes que mais parecem vulgares ladrões. É verdade! Mas a solidariedade europeia serve para pagar este tipo de desmandos? O que se está a passar na Grécia, e também em Portugal, não pode servir para branquear o passado. Os sacrifícios exigidos, hoje, são a melhor forma dos povos perceberem que não podem permitir que líderes corruptos e aventureiros hipotequem o futuro de gerações inteiras. Não há como evitar esta questão.

Quem é contra a privatização da RTP?

«Salário médio na RTP supera 40 mil euros por ano».

Reconhecer o Estado Palestino

Abençoada troika

Socialismo anfíbio

Duas entrevistas

sexta-feira, setembro 23, 2011

Espelho, espelho meu, existe partido mais esquizofrénico do que o meu?

«Despedimentos».

A triste história de um hotel nas mãos de um especulador

Selvagens

«A morte não é nunca expressão de justiça».

Criminalização de enriquecimento ilícito devia existir há dez anos

Este grande jardim

A idiotice é o grande partido português

quinta-feira, setembro 22, 2011

Santana Lopes começa mal

O novo presidente da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa começou muito mal. Ainda não aqueceu a cadeira e já se envolveu em desmentidos sobre o funcionamento da instituição depois de ter recusado prestar informações ao diário i. Será que Santana Lopes percebeu bem o lugar que ocupa e os deveres de transparência a que uma instituição de solidariedade obriga? De facto, não admira que o tratem por senhor director-geral.

Parlamento sem perdão

Os deputados à Assembleia da República continuam a comportar-se de uma forma impensável. De acordo com Paulo Morais, vice-presidente da associação Transparência e Integridade, um terço dos deputados ainda não entregou as declarações de interesses , mais de um mês após o fim do prazo legal.

quarta-feira, setembro 21, 2011

Finalmente vêm aí os prometidos tumultos

Passos Coelho mete RTP no sítio

O primeiro-ministro deu uma excelente entrevista. Falou com verdade sobre a situação financeira e sobre o mais recente caso da Madeira. E até não teve medo de colocar a estação pública no sítio, fazendo uma comparação que permite perceber o farrabadó de desperdício de dinheiros públicos: «Hoje, a RTP consome mais despesa do que toda a Presidência do Conselho de Ministros, incluindo todos os apoios que damos à cultura num ano. Em bom rigor, tudo isto junto, serviços de informação, cultura, desporto, juventude, consome menos 100 milhões de euros do que a RTP, portanto precisamos de reestruturar a empresa».

Governantes dos últimos 10 anos deviam ser julgados

terça-feira, setembro 20, 2011

Uma nova Grécia?

Medina Carreira regressa em grande

Uma das vozes mais credíveis do comentário político, que foi afastado da SIC Notícias, obviamente por causa de uma reestruturação, passou a dispor de 60 minutos de antena na TVI 24. A primeira emissão de "Olhos nos Olhos"promete mais e melhor.

Câmaras invertidas

Um palhaço numa corte de palhaços

«João Jardim goza com tudo e com todos. E ri-se na cara de Cavaco e Passos Coelho».

Angola: verdades incómodas

Rafael Marques, em entrevista ao diário i, levanta o véu sobre a realidade angolana e critica o cinismo da comunidade internacional, designadamente de Portugal.

Escândalos

sexta-feira, setembro 16, 2011

Força Zorrinho

Fui um dos que ficou traumatizado com a escolha de Carlos Zorrinho para liderar a bancada parlamentar do Partido Socialista. Contudo, a primeira prestação do novo líder parlamentar, que teve a coragem de falar no «novo PS», e as reacções descabeladas de Francisco Assis e de António Costa provam que António José Seguro pode ter feito uma boa escolha.

quarta-feira, setembro 14, 2011

Sindicatos criticam primeiro-ministro

Os cortes nos cargos de chefia da Administração, anunciados por Pedro Passos Coelho no debate quinzenal, mereceram fortes criticas dos sindicatos. Eureka! Temos cortes na despesa pública. É pouco, mas 100 milhões de euros é um bom começo.

Benfica Manchester

A primeira prova de fogo de Jorge Jesus.

Mais uma surpresa desagradável

Durão Barroso mostra o que vale

O presidente da Comissão Europeia pediu mais federação e mais eurobonds. Pela primeira vez, a Comissão Europeia aparece com identidade e voz própria. É um bom sinal. Para a União Europeia e para o debate capaz de levar a uma solução que salve os 27.

Realismo procura-se

«A política ouvida em Braga é como daqueles discos de êxitos de Verão que soam sempre ao mesmo. Tem até uma música como bónus: 'Um dia o Sócrates voltará!'».

O coração e a razão social-democrata

«Não deixa de ser preocupante ouvir o primeiro-ministro dizer que é preciso introduzir o debate, a crítica, o escrutínio e a participação como princípios fundamentais da reforma do Estado, incluindo a do Estado social».

Crise económica e do euro

terça-feira, setembro 13, 2011

Passos Coelho recupera

Depois de nas últimas semanas ter revelado uma falta de firmeza incompreensível, o primeiro-ministro retomou o discurso exigível: «Aconteça o que acontecer, o governo e os portugueses têm de se compenetrar que aquilo que está nas suas mãos realizar, ninguém fará por eles».

Um má notícia nunca vem só

O adiamento do processo de revisão inconstitucional, por falta de acordo entre os dois maiores partidos, é uma má notícia no meio de um mar de incertezas cada vez maiores. E é a triste condição de quem não quer antecipar o inevitável, agindo sempre a reboque dos acontecimentos, mas fazendo de conta que domina a situação.

Abaixo as rosas, vivam as mãozinhas

«Até hoje, ainda ninguém no PS fez um balanço sério do que se passou, apontou erros, falhas de políticas, de estratégias, de situações impensáveis num Estado de Direito».

domingo, setembro 11, 2011

Miguel Relvas apanhado

Há fotos que valem mil palavras. Esta é uma delas. Terá sido serviço público? Apenas uma questão de repolhos? Ups! O que acontecerá a Relvas se a privatização da RTP for para a frente?

Família de Sócrates investigada

«Negócio de acções sob investigação».

Affaire do congresso do PS

António José Seguro quis conhecer os bastiadores da imprensa a trabalhar no congresso de Braga. A iniciativa estava condenada ao sucesso, mas acabou por se revelar muito melhor do que a encomenda depois de António Costa recusar partilhar o plateau da TVI com o líder dos socialistas eleito.

A fuga de Sócrates

O congresso do PS teve o fantasma que merecia. José Sócrates não foi a Braga, em mais um gesto de desprezo por quem lhe permitiu ter uma longa carreira política.

sábado, setembro 10, 2011

Humanidade sob ameaça

«O mais grave é que vivemos, hoje, num permanente estado de sítio light, em que os governos continuam a ignorar os principais fermentos que alimentam a guerra santa».

Um líder fraco faz fraca a sua gente

PS parcialmente cego

António José Seguro não surpreendeu. O país já está habituado às ideias moderadas do novo secretário-geral do PS. Quem surpreendeu foi Francisco Assis. O ex-líder parlamentar revelou uma enorme falta de respeito pelos portugueses, quando afirmou que o legado que os socialistas deixaram não é do défice, da dívida e do desemprego. Há algo de esquizofrenia politica nestes seguidores de José Sócrates qie ainda restam. É o oportunismo político inqualificável de quem está à espera que António José Seguro seja obrigado a assumir, inevitavelmente, maior responsabilidade na resolução da actual crise. Se a ala mais à esquerda do PS é esta, então estamos conversados.

Pílulas

As 'secretas' na AR

sexta-feira, setembro 09, 2011

Secreta cor-de-rosa

«Temos o que merecemos, o problema é que lhe damos crédito».

Porque é que todos gozam com o Álvaro?

É urgente partir a espinha aos sindicatos

«Têm uma quota-parte de responsabilidade na bancarrota e julgam-se donos do país».

A transparência do governo de Pedro Passos Coelho

Ana Gomes, eurodeputada socialista, divulgou uma pergunta no Causa Nossa: O Governo protege quem foge ao fisco? Vale a pena ler tudo.


Nem cowboy nem índio

O único blog em que escrevo é no Mais Actual.

terça-feira, setembro 06, 2011

Ongoing não vai à privatização da RTP

383 milhões em offshores

«Empresa criada em 2000 no paraíso fiscal de Gibraltar movimentou autênticas fortunas. Gestores são tio, tia e primos do ex-primeiro-ministro[Sócrates]».

Juros também se abatem

«Ao longo de anos, as autoridades de supervisão bancária nada fizeram. Sucessivos governos deixaram os consumidores de produtos financeiros à mercê das verdadeiras sanguessugas que são as sociedades financeiras de "apoio" (?!) ao consumo e de concessão de crédito pessoal».

No negócio da tortura, com Khadafi

«Vai um sururu em Londres, segundo a BBC, por documentação apanhada pela Human Rights Watch em Tripoli demonstrar a existência de estreitos laços entre o MI6, a CIA e o regime de Khadafi».

Joe Berardo: tempo de acertar contas

«Sou tão rico, não era? Dívida supera mil milhões».

O problema é só um: não há dinheiro

Chirac na Justiça

«Tribunal autoriza julgamento de Chirac na sua ausência».

segunda-feira, setembro 05, 2011

Que Estado é este?

Causar boa impressão

Bancos à lupa

Dia B. Troika põe bancos portugueses entre a espada e a parede

Passos já tem um tumulto na coligação

«Passos Coelho disse ontem a cem jovens sociais-democratas que vai fazer de 2012 o ano do princípio do fim da emergência nacional. Não havia necessidade. É que os portugueses estão mais do que fartos de anúncios sobre o fim da crise e dos falsos mensageiros do oásis». 

Governo à deriva

Entre o pesadelo dos impostos e o anúncio do fim da crise, na Universidade de Verão do PSD, começa a ser preocupante assistir a esta governação. Até apetece perguntar: onde está o Pedro Passos Coelho que ganhou as eleições?

sábado, setembro 03, 2011

O coeficiente de coragem

Um estudo de caso: a Expo-98

A recente notícia, veiculada pela ministra Assunção Cristas, no sentido de que o chamado Parque Expo iria ser extinto, fez-me recuar ao século passado, concretamente a 1998, quando o país andou a deitar foguetes, enquanto eu, macambúzia, desconfiava de que a coisa iria terminar mal.

Ex-espião mandou investigar empresário por questões pessoais

«Humberto Jardim espiado por ter estado casado com atual mulher de administrador da Ongoing».

«Secretas tinham toupeiras nas operadoras e acesso a escutas».

Governo convidou Silva Carvalho para patrão das secretas

 «Ex-director do SIED recusou o cargo três dias antes das denúncias publicadas no "Expresso"».

Uns cortam a sério, outros só fazem rir

«Nuno Crato liquidou cinco abortos, UGT e CGTP querem subir salários. Talvez em Marte».

Circo de impunidades

«O primeiro-ministro não pode continuar a ignorar aquilo que se passa nos serviços secretos portugueses - não é esperando que as questões graves se resolvem».

sexta-feira, setembro 02, 2011

BCP: banca volta a estudar cenários de concentração

Sinergias de uma eventual fusão entre BCP e BPI calculadas em 250 milhões de euros

"Le Monde" acusa secreta de investigar jornalista

Este país não é para nós, caro leitor

Valha-nos Deus dos momentos históricos

quinta-feira, setembro 01, 2011

Para além da dúvida

«Governar não é cortar despesas a eito apenas porque se tem de cortar despesas, nem subir impostos porque se tem de subir impostos, mesmo sob o alto patrocínio da troika».

Isabelle Prévoust-Desprez: a juíza e Sarkozy

A publicação do livro "Sarko m'a tuer" é a prova que poder judicial continua a esbarrar no poder político. Eis um livro para ler, com a assinatura de Fabrice Lhomme e Gérard Davet , jornalistas do "Le Monde".  

Austeridade anunciada fora de portas

Pedro Passos Coelho foi criticado pelo PS por estar a fazer o anúncio de mais medidas de austeridade  e novas propostas de revisão constitucional fora do país. Os socialistas estão cada vez mais seguros.

Espionagem e fontes do jornalista