MAIS ACTUAL BLOG

Rui Costa Pinto - Jornalista/Editor/Publisher

quarta-feira, dezembro 31, 2008

segunda-feira, dezembro 29, 2008

Cavaco Silva perdeu

A consagração da parlamentarização do regime democrático é um novo dado na política portuguesa. Por isso, hoje, é um dia histórico. José Sócrates e a maioria socialista conseguiram vergar Cavaco Silva, que saiu mal na fotografia ao levar ao extremo um conflito institucional sem estar preparado para dissolver a Assembleia da República. Atentas as suas palavras, - em que assumiu, claramente, a quebra da lealdade institucional e a interrupção do normal funcionamento das instituições -, é caso para poder dizer que o chefe de Estado só não dissolveu o Parlamento porque sabe que o PSD não está em condições de ir a jogo em eleições antecipadas. É um dos piores exemplos da actuação presidencial de que há memória desde o 25 de Abril.

Um dia histórico

A decisão de Cavaco Silva sobre o Estatuto dos Açores.

sábado, dezembro 27, 2008

Um novo Cavaco Silva?

A notícia do Sol revela que o Presidente da República não vai comer e calar os números (fantasiosos) do Orçamento para 2009. Será que vamos assistir à actuação de um verdadeiro chefe de Estado, que pretende ser mais do que uma rainha no seu palácio, ou será que é só por causa do acerto de contas (açoriano) em curso?

Gaza um dia depois do Natal

Recebeu a fúria das armas de Israel, depois de mais uma ameaça do Hamas. O conflito do Médio Oriente é um dos maiores desafios da Administração Obama.

quinta-feira, dezembro 25, 2008

Mensagem sem surpresas

O primeiro-ministro das pseudo-reformas aproveitou a tradicional mensagem de natal para mais umas palavras de auto-elogio. Paradoxalmente, a enumeração da lista de 'feitos' governamentais contrastou com os alertas para a crise, num discurso politicamente esquizofrénico. Em mais uma acção de pura propaganda, ficaram as poucas palavras certeiras de apelo à paz.

quarta-feira, dezembro 24, 2008

O fim da cultura democrática

Um dos grandes feitos da actual maioria socialista foi acabar com o que restava da responsabilização política, um dos pilares essenciais da cultura democrática. Que o diga o responsável pela pasta do Trabalho e da Segurança Social, um dos ministros considerados da ala esquerda do que resta do socialismo socrático. Noutros tempos, não muito distantes, o chumbo do novo Código do Trabalho, que conseguiu a unanimidade dos juízes do Tribunal Constitucional, só poderia ter uma saída politicamente aceitável: a imediata demissão de Vieira da Silva.

terça-feira, dezembro 23, 2008

Deitar tudo a perder

O excesso de propaganda nas medidas governamentais para acorrer (?!!) à crise estão a provocar um efeito boomerang. Começa a ser claro que as medidas não são o que parecem, o que está a irritar os portugueses.

domingo, dezembro 21, 2008

O historial da Quimonda

Uma simples pesquisa no Google permite ter uma ideia de quanto custou ao contribuinte uma única empresa, - Quimonda. A alternativa não é deixcar cair a empresa, é garantir que as facilidades revertem efectivamente para o melhor funcionamento da empresa.

sexta-feira, dezembro 19, 2008

Eleições sujas

Entre vários contributos, Manuel Alegre colocou o dedo na ferida em relação às directas nos partidos. Começa a ser mais evidente como funcionam, ou melhor como não deveriam funcionar,os partidos políticos. Essenciais para o regime, sim, mas com mais transparência. Seria um passo importante para transporem uma prática essencial à Democracia no momento em que chegam ao poder.

Falta de tempo

Os advogados do regime não têm mãos a medir com tanta defesa de famosos e poderosos. Não fora a tradicional morosidade da Justiça, sempre acompanhadas de 'rotações' inevitáveis, bem tinham de dar a vez a outros.

quinta-feira, dezembro 18, 2008

A subir Alegre

A entrevista de Manuel Alegre à RTP foi uma lição de estratégia, consistência e serenidade. Foi um dos raros momentos, no actual panorama político, em que a seguir a cada palavra foi possível acreditar, mesmo quando faltaram as respostas. Há momentos assim, em que a diferença do discurso é tão evidente que fica muito mais claro o oportunismo e a mentira política.
P.S. Ainda há quem tenha memória. Pobre Santos Silva.

Ainda existem artistas

quarta-feira, dezembro 17, 2008

Lisboa a ganhar

As candidaturas de António Costa (PS) e Pedro Santana Lopes (PSD) garantem um confronto de dois projectos diferentes. É o primeiro passo para garantir que não se repita a abstenção vergonhosa das últimas eleições.

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Esquerda Alegre

A intervenção de Manuel Alegre, no fórum «Democracia e serviços públicos», deixou a promessa de uma verdadeira lufada de ar fresco na esquerda e na Democracia portuguesa.

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Portugal Guantánamo Portugal

O governo de Portugal, através do Ministro dos Negócios Estrangeiros, revelou disponibilidade para receber prisioneiros encarcerados em Guantánamo. Depois de um comportamento lamentável, em relação aos voos 'secretos' da CIA e ao transporte ilegal de sequestrados pelos serviços de informações norte-americanos, eis um anúncio que merece aplauso, a não se tratar de mais um truque de propaganda. O tempo o dirá. Ainda que falte o apuramento de responsabilidades, sobre o envolvimento de governantes e responsáveis de serviços de informações, entre outros, o Estado português só ficaria a ganhar se atribuísse uma clara preferência pelos sequestrados que passaram por Portugal a caminho da infâmia.

Não está mal, nada mal

O primeiro-ministro aderiu à tese da terra queimada, que se resume ao deixar andar até aos professores se cansarem. Por isso, tem especial significado político a sua última declaração sobre o assunto. De derrota em derrota, com os mais variados sectores a pedirem juízo ao governo, José Sócrates inaugurou um novo estilo: o guerreiro cansado! O que seria e se diria se Manuela Ferreira Leite fizesse uma tal afirmação...

terça-feira, dezembro 09, 2008

E espécie de ministro não reage?

Não consegui evitar uma gargalhada quando ouvi o padre Manuel Morujão, porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, afirmar que existem «problemas de audição» da parte do Ministério da Educação, nunca clara tomada de posição favorável aos professores no braço-de-ferro em relação à avaliação. A tomada de posição, fora dos púlpitos, é legítima e clarificadora. Curiosamente, Santos Silva ainda não veio a terreiro, no seu jeito ímpar, reagir a tal declaração. Pois é: forte com os fracos e fraco com os fortes.

Cheira a... fim de ciclo.

Dias Loureiro e Jorge Coelho accionistas de gestora de um fundo financiado por fraude ao IVA é uma das mais importantes notícias de 2008.

domingo, dezembro 07, 2008

Excelente

Marinho Pinto, Bastonário da Ordem dos Advogados, deu uma excelente entrevista ao Rádio Clube Português/Jornal Correio da Manhã. O discurso desassombrado (mais sereno e experiente), sem perder a qualidade e a frontalidade, merece ser ouvido e lido. É nestes momentos que ainda há esperança no futuro de Portugal.

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Salvar o PSD

Pedro Santana Lopes escolheu a passagem de mais um aniversário do desaparecimento de Francisco Sá Carneiro para denunciar a possibilidade de José Sócrates forçar a antecipação de eleições legislativas, O mais que provável candidato a Lisboa deu uma lição de política, ao ajudar aqueles que no seu partido o tentaram liquidar mais que uma vez. É casa para dizer que PSL está de volta e em forma.

quarta-feira, dezembro 03, 2008

terça-feira, dezembro 02, 2008

Mais uma vez, Ana Gomes

A Eurodeputada não se deixa intimidar pelas subtis fugas de informação em relação ao facto do seu lugar estar em risco nas próximas listas do PS para o Parlamento Europeu. Depois da notícia do El Pais, e do silêncio generalizado que se seguiu, mais uma vez, a declaração pronta assim o indica.

segunda-feira, dezembro 01, 2008

Ecos à parte

Enquanto nuestros hermanos continuam a investigar os voos da CIA e os transporte ilegal de sequestrados (El Pais), com resultados que estão a deixar as autoridades portuguesas à beira de um ataque de nervos, por cá o assunto continua a ser varrido para debaixo do tapete. Tal como aconteceu com a banca e a supervisão, teremos de esperar mais dez anos para que uma certa esquerda desavergonhada e a direita mais analfabeta e hipócrita venham a terreiro pedir uma Comissão Parlamentar de Inquérito...

domingo, novembro 30, 2008

Operação Furacão, Voos CIA e El Pais*

A líder do DCIAP denunciou, hoje, que a «Polícia Judiciária foi afastada das investigações da “Operação Furacão”, porque houve situações que obrigaram o Ministério Público (MP) a prescindir dessa colaboração». É uma revelação extraordinária, mas faltou dizer que não foi caso único. Outras prioridades também se levantaram noutros inquéritos, como escrevo no meu último livro, - «Voos 'Secretos' CIA - Nos Bastiores da Vergonha».

Até na Índia...

Chega o exemplo de cultura democrática, com a demissão do ministro do Interior, após os terríveis acontecimento em Bombaim.
P.S. Por muito que recorde os dias que passei no sumptuoso Taj Mahal Palace, ainda não esqueci a miséria aterradora que descobri além do perímetro de segurança do hotel, cuja área metropolitana tem mais de 20 milhões de habitantes.

sexta-feira, novembro 28, 2008

Mais uma farsa

A aprovação do orçamento para 2009, com um enquadramento macroeconómico irrealista, constitui uma das maiores nódoas da governação socialista. De facto, a maioria absoluta pode tudo, até pode alterar os dados da crise no papel, mas mais tarde ou mais cedo a realidade será mais forte.

quinta-feira, novembro 27, 2008

Paulo Rangel exemplar

A declaração do líder parlamentar do PSD, a propósito da óbvia necessidade de Dias Loureiro abandonar as actuais funções de Estado, devia ser afixada no Parlamento, Ministérios, departamentos da Administração central e nas sedes dos partidos. Sempre servia para lembrar os mais distraídos e hesitantes. Quanto aos outros, já não há nada a fazer.

quarta-feira, novembro 26, 2008

Vitalino, finalmente

O porta voz do PS, que já nos habituou a algumas das maiores pérolas da política portuguesa, surpreendeu ao fazer uma declaração em que critica o facto do Bloco de Esquerda ter retirado a confiança política a José Sá Fernandes. Esta versão de Vitalino até fala de «purga» e de «perseguição por delito de opinião». Para mais tarde recordar...

Regras e excepções

No próximo dia 3, os Deputados vão começar a discutir a constituição da Comissão Parlamentar de Inquérito ao BPN. Com base na experiência de outros casos semelhantes, vamos ter inquirições lá para Março de 2009 - o que até calha bem(?), com eleições à porta. Mas nem tudo tem de ser a regra. Felizmente, também ainda há excepções. Hoje, o Jornal 24 Horas surpreendeu: «BPN: Oliveira e Costa financiou campanha de Cavaco Silva». É caso para dizer que, por cá, a política não se faz como nos Estados Unidos da América, não é?

sexta-feira, novembro 21, 2008

Um dia muito especial

No dia em que publico o primeiro volume de «Voos ‘Secretos’ CIA – Nos Bastidores da Vergonha», em que também abordo o caso 'Bosnian Six', revelando documentos da USTRANSCOM (classificados e rasurados pelas autoridades norte-americanas), a notícia correu mundo:

quarta-feira, novembro 19, 2008

Encenações criativas?

O segundo chumbo à Audição de Dias Loureiro no Parlamento é um verdadeiro mistério. A fé do governo na investigação policial e no Inquérito em curso parece não ter limites, tal e qual com a falta de um pingo de vergonha política. Só falta mesmo saber se este processo também conta com um procurador e meio e dois investigadores criminais?

terça-feira, novembro 18, 2008

domingo, novembro 16, 2008

Last warning


A José Sócrates. Um discurso, em entrevista TSF/DN, que marca o princípio das grandes dificuldades do governo de maioria socialista.
P.S. Será que hoje se vai fazer alguma sondagem?

sábado, novembro 15, 2008

Festa já ultrapassou 800 milhões

Há duas certezas sobre o BPNgate:
1. Ninguém tem a certeza que se vão conhecer os verdadeiros responsáveis do buraco;
2. Toda a gente tem a certeza que o buraco vai custar caro aos contribuintes.

sexta-feira, novembro 14, 2008

Ainda o BPN e PP

Recordado no Arrastão.

É triste

Depois de um PM que não mete pé na Madeira, a ministra da Educação está acantonada na Avenida 5 de Outubro. Pobre Correia de Campos, perdão, Maria de Lurdes Rodrigues.
P.S. Só falta lançar as polícias sobre os estudantes e recuperar o fantasma comunista.

quarta-feira, novembro 12, 2008

Regresso de António Vitorino

Com as trapalhadas sucessivas no Executivo socialista, a defesa do regresso de António Vitorino à governação está em cima da mesa. Tanto mais que o socialista, de uma forma subtil, até tem mostrado as garras nos comentários televisivos da RTP.

Dez anos fazem a diferença

Paulo Portas tem razões de queixa dos critérios editoriais de televisões e rádios. A sua prestação na Audição parlamentar de Vítor Constâncio merecia um directo. Sobretudo, para quem tem memória. Entre 1998 e 2008, a perpectiva do político em relação à supervisão bancária, quiçá, em relação à actividade privada, mudou radicalmente. Felizmente, mudou para melhor. Aliás, a exemplos de outros, com muito mais responsabilidades, que, agora, já não dizem barbaridades do tipo «isso não interessa nada» a propósito dos truques no âmbito das reprivatizações da banca.

terça-feira, novembro 11, 2008

Manuel Alegre atento

Num editorial, o Deputado socialista zurziu Maria de Lurdes Rodrigues e os tiques autoritários do governo de José Sócrates.

Padrão governamental

Depois de um início de mandato arrogante e prepotente, confortado pela conquista da maioria absoluta, o governo socialista lá foi disfarçando, tornando-se um pouco mais humano e razoável, sempre ao ritmo das quebras nas sondagens.
Agora, com mais um sopro de alento das intenções de votos, volta a verdadeira face do autoritarismo, com as declarações do próprio primeiro-ministro e de Maria de Lurdes Rodrigues a propósito da última manifestação impressionante dos professores e da Educação, tão bem desmistificada por António Barreto. E, como não poderia deixar de ser, a inexistência política, que se chama Mariano Gago, veio dar uma ajuda, 'ameaçando' os reitores das universidades. Vale a pena perguntar: será que José Sócrates já se convenceu, efectivamente, que faça o que fizer já tem no papo as eleições de 2009 ?

quinta-feira, novembro 06, 2008

Descontrolado

Os incidentes na Assembleia Regional da Madeira são de uma gravidade tal que fazem bradar os céus. Ou será que não? Maioria por maioria, na Madeira e no Continente, com mais subtileza ou mais método autoritário, começa a valer tudo nesta espécie de democracia portuguesa. 
P.S. O Ministério da Administração Interna já devia ter anunciado a exoneração do director nacional da PSP. É claro que, certamente, ficaremos a aguardar mais um inquérito, apesar das imagens que o país viu, com agentes das forças de segurança a barrar o caminho a um Deputado eleito do Partido da Nova Democracia (PND).

terça-feira, novembro 04, 2008

Yes, we can

Hoje, nos Estados Unidos da América. Amanhã, em Portugal. Sempre, seja qual for o continente, o país, a maioria e a arrogância antidemocrática.

Ah, grande Manuela

«Sócrates traiu a confiança dos portugueses».
Manuela Ferreira Leite (sic), Jornadas Parlamentares do PSD, em Évora.

segunda-feira, novembro 03, 2008

Mais uma peta à vista

Depois das garantias do primeiro-ministro e do ministro das Finanças, em como o sistema financeiro português respira confiança, eis o anúncio do estoiro do BPN, um verdadeiro case study da banca e também, diga-se em abono da verdade, da justiça portuguesa.
P.S. Vítor Constâncio e a Administração do Banco de Portugal ainda estão em funções?
P.P.S. Qual será o próximo banco?
P.P.P.S. Será que a 'coisa' não vai lá com uns 'Magalhães'?

sábado, novembro 01, 2008

ECT e JPP

Eduardo Cintra Torres, num registo a que nos tem habituado, fez um excelente texto sobre «Sócrates e a mentira». No mesmo matutino, Público, José Pacheco Pereira sai em defesa de Luís Amado por causa de « Sócrates a fazer de vendedor de cobertores como se estivesse numa feira manhosa». Não, a referência do alegado 'spin doctor' de Manuela Ferreira Leite não foi por causa da passagem por Portugal dos voos secretos da CIA e dos sequestrados e torturados a caminho de Guantánamo. Aparentemente, a indignação está relacionada com a despropositada promoção do computador "Magalhães" na XVIII cimeira Ibero-americana. Curioso! Haverá melhor oportunidade para comparar dois estilos de comentários?

segunda-feira, outubro 27, 2008

Obama arranca para a última semana

Barak Obama acaba de fazer, no Ohio, um dos seus melhores discursos de campanha. O dia 4 de Novembro está cada vez mais perto.

Caça ao blogue?

Para ler,  Aqui,  e reflectir ao ponto que isto chegou... Curiosamente, os diligentes governantes nunca se lembraram deste tipo de métodos para procurar os offshores da banca!!!  Caça ao blogue? É de chorar a rir.

Ecos da entrevista de Sócrates

As palavras gastas, a encenação paternal e a amplificação bem trabalhada garantiram o sucesso da entrevista de José Sócrates a dois Jornalistas/Directores do grupo Lusomundo. Em síntese, além de um líder aparentemente mais gordo (terá sido do cadeirão ou da cor do cadeirão?), também ficámos a saber que o primeiro-ministro tem uma boa relação com o Presidente da República e que o salário mínimo vai continuar a subir umas migalhas. Em relação aos temas mais importantes e polémicos, temos de esperar por uma nova entrevista, quem sabe, a Jornalistas/Directores do grupo Cofina.

quinta-feira, outubro 23, 2008

Vai um novo caso Somague?

E o orçamento para 2009, antes de eleições, abriu, novamente, a porta aos donativos. Tanto trabalho depois do escrutínio da Festa do Avante...

terça-feira, outubro 21, 2008

Ferreira Leite a subir

A líder do PSD esteve impecável, ontem, na TVI. A verdade é sempre mais forte do que qualquer cerco mediático. Apesar de prejudicada pela sua passagem pelas Finanças, Manuela Ferreira Leite disse, taxativamente, o que muitos escondem escandalosamente: o governo José Sócrates mantém a fachada das contas públicas saneadas (será mesmo?) à custa das PME's e aproveita a crise internacional para disfarçar o falhanço de uma legislatura.

domingo, outubro 19, 2008

Cenas da vida (ir)real

Alguém consegue imaginar uma campanha eleitoral nos Estados Unidos da América sem uma referência sobre a guerra do Vietnam e os bombardeamentos com Napalm, os abusos de J. Edgar Hoover ou a invenção das armas no Iraque? Claro que não. A Democracia norte-americana é suficientemente forte para enfrentar e resolver os seus próprios fantasmas.
Servem os exemplos, entre muitos outros idênticos, para sublinhar o silêncio total, durante a última campanha eleitoral nos Açores, sobre a passagem pela região dos tristemente célebres voos secretos da CIA e de prisioneiros ilegais a caminho de Guantánamo.
De Carlos César, até se justifica a falta de vergonha. Mas da Oposição, sobretudo da esquerda...?
Não, não é só a classe política que fica mal nesta fotografia. A generalidade da imprensa tem lugar a ficar num cantinho da imagem, um direito merecido por ser tão bem comportada, respeitadora e veneranda.
Agora, para fim de festa, só falta mesmo o resultado do inquérito (interminável) do MP, muito antes de qualquer outra campanha eleitoral.

terça-feira, outubro 14, 2008

Só visto... e revisto

O passeio de José Sócratres pela crise é tão grande como o cerco mediático a Manuela Ferrei Leite. Para adoptar uma táctica de propaganda só é preciso ter lata, mas para aguentar uma estratégia de credibilidade é preciso ter nervos de aço. Enquanto o primeiro-ministro agradece, a líder da oposição dá sinais de ceder.

sábado, outubro 11, 2008

"Corrupção e os Portugueses" - Luís de Sousa e João Triães (Prefácio Maria José Morgado)









Um PS irreconhecível

O chumbo do casamento entre homossexuais, imposto pela maioria socialista, é uma das páginas mais vergonhosas do Partido Socialista. A reboque de sondagens, e com o calculismo político de quem nunca ficará na história como um reformista, José Sócrates revelou-se em todo o seu esplendor a uma esquerda que já deve ter percebido, finalmente, o embuste em que caiu.

sexta-feira, outubro 10, 2008

Os disparates... e as vítimas

Em tempos de crash nas Bolsas, há sempre quem venha a terreiro carpir com a perda de milhões de grandes empresários, como Belmiro de Azevedo ou Américo Amorim. A ignorância é muito útil nalguns casos, não é? A realidade na Bolsa de Valores é bem mais prosaica. Quem tem dinheiro consegue fazer os melhores preços médios e ganha sempre, a curto ou a médio prazo. Bem mais interessante seria informar os pequenos investidores, que pagam a factura, e escrutinar os reguladores, ou melhor, os que fazem que regulam, hoje, tal e qual como no passado.

Os números da CML

A Câmara Municipal de Lisboa em números:
João Soares 281;
Santana Lopes 155;
Jorge Sampaio 153;
Carmona Rodrigues 112;
António Costa 69.

quinta-feira, outubro 09, 2008

MPE Awards 2008

O trabalho de Ana Gomes foi reconhecido internacionalmente. Os portugueses podem ter orgulho na sua Eurodeputada socialista.

Ataques à Democracia

José Sócrates não ficará na história pelo seu cuidado com a Democracia. Os ataques da maioria socialista aos mais elementares princípios democráticos estão à vista de todos. Infelizmente, não faltam exemplos, entre os quais se destaca o arrastar da escolha do próximo Provedor de Justiça, que se espera poder estar à altura de Nascimento Rodrigues.

terça-feira, outubro 07, 2008

segunda-feira, outubro 06, 2008

Discurso de Cavaco Silva

As primeiras grandes críticas ao Governo de José Sócrates, com palavras duras e certeiras, não fazem esquecer algumas passagens que revelam que o Presidente da República (no mínimo) já esqueceu o próprio passado, como refere, e muito bem, Jorge Ferreira. Ainda há quem tenha memória.

sábado, outubro 04, 2008

O mesmo silêncio

O primeiro-ministro e a líder do maior partido da oposição participaram nos primeiros actos da campanha para as eleições Regionais dos Açores. Curiosamente, nem um nem outro sentiram necessidade de abordar a passagem pelos aeroportos dos Açores dos voos secretos da CIA, a caminho de Guantánamo, e de prisioneiros ilegais. De facto, a polémica já foi varrida para debaixo do tapete. É a Democracia, perdão, o Bloco Central a funcionar em todo o seu esplendor.

terça-feira, setembro 30, 2008

O desastre

George W. Bush voltou a falar aos norte-americanos. Mais uma vez, o discurso da pedinchice impediu-me de perceber se ele está mais preocupado com o povo americano ou com os grandes investidores e accionistas do sistema financeiro. Todavia, em final de mandato continua à altura de uma presidência desastrosa.

segunda-feira, setembro 29, 2008

Comparações atlânticas

O anúncio da salvação do mercado financeiro, que chegou dos States, até parece uma cópia dos anúncios do governo de José Sócrates: à primeira vista até parece verdade, mas na realidade não passa de mais um truque (desesperado) de propaganda.

sexta-feira, setembro 26, 2008

A confirmação

Jorge Ferreira, no Tomar Partido, faz uma síntese sobre a (des)regulação.
PS. Mais um post de Gabriel Silva.
PPS. Mais um artigo de opinião de Constança Cunha e Sá (link do Povo).
PPPS. Mais um post de Daniel Oliveira.
PPPPS. Mais um artigo de opinião de Joaquim Vieira (Link da GLQL)

quarta-feira, setembro 24, 2008

Ao serviço de S.Exª.

Tal como o Magalhães, ao serviço do Rei de Espanha, conseguiu a primeira viagem de circum-navegação ao globo, agora, outro Magalhães (The computer), com sotaque norte-americano, consegue a proeza de abafar o debate. Continuamos a viver de ilusões... importadas.

domingo, setembro 21, 2008

Estratégia ganhadora

A estratégia de Manuela Ferreira Leite deu resultados. Basta rever o discurso de José Sócrates, na rentrée política do PS. O secretário-geral do PS esteve igual a si próprio, talvez um pouco mais teatral e eufórico. Não acrescentou nada de novo, mas foi obrigado a dar um passo em frente, a disfarçar tudo o que está mal, revelando que está cada vez mais divorciado do dia-a-dia dos portugueses. Foi uma iniciativa à altura da extraordinária máquina de propaganda de alguém que concentrou poderes, os directos e os indirectos, como nunca se tinha visto em Portugal. Afinal, já tinhamos sido avisados...

quarta-feira, setembro 17, 2008

Desportivismo

Com esta demonstração de fair play, também eu admito (confesso, a muito custo) que vou torcer pelo Benfica, hoje, mais logo, no jogo com o Nápoles.
P.S. Sobre o joguinho do Sporting com o Barcelona...nem uma palavra.

A mão (visível) dos liberais

A intervenção da Reserva Federal norte-americana, que comprou e/ou ajudou a evitar as falências de Fannie Mae, Freddie Mac e AIG, constitui um momento histórico. Os liberais puros e duros, que defendem o capitalismo desumano e a globalização selvagem, estão calados que nem ratos. Porventura, até estão invisíveis como a mão de Adam Smith, quiçá, ocupados a assobiar para o ar e a tentar passar entre os pingos da chuva, indiferentes aos custos sociais provocados pela actual crise económica e financeira e mundial.

domingo, setembro 14, 2008

Justiça em foco

Depois da magnífica prestação de Maria José Morgado (talvez a melhor dos últimos anos) na entrevista concedida a Judite de Sousa, na RTP, os semanários Expresso e Sol apostaram no tratamento informativo sobre a Operação Furacão. Percebe-se melhor (ou não), agora, os elogios de José Sócrates ao regime angolano. E também se percebe melhor que o estado a que a Justiça chegou pode ser um dos principais motivos para a maioria socialista averbar uma derrota em 2009.
P.S. Fui um dos que duvidou da súbita onda de crime violento. Parece que me enganei, pois o caso é sério. Ainda assim, importa sublinhar que o crime económico é tão grave como o crime de rua.

quinta-feira, setembro 11, 2008

11 de Setembro

Sete anos depois do bárbaro atentado em Nova Iorque, a diferença entre os 'bons' e os 'maus' terroristas é cada vez mais ténue. Haverá melhor prova do fracasso da actual ordem mundial?

Em busca da Partícula de Deus

Através do Abrupto, cheguei ao sítio certo para acompanhar as novidades sobre o acelerador de partículas que está a tentar recriar os momentos que antecederam o «Big Bang».

quarta-feira, setembro 10, 2008

Revelação e alerta

Numa oportuna entrevista à TSF, Paulo Pedroso surpreendeu ao admitir a possibilidade de um Bloco Central a partir de 2009. E alertou para o cada vez mais provável erro de José Sócrates: o afastamento de Ana Gomes das listas do PS nas próximas eleições europeias.

terça-feira, setembro 09, 2008

Vectores da maioria

Depois da reacção de José Sóctrates ao discurso de Manuela Ferreira Leite, politicamente primária (infantil), os socialistas avançaram mais um passo na estratégia de confrontação com o Presidente da República, a propósito da Lei do divórcio. Para quem tem um mão cheia de nada, para apresentar no final do mandato, a estratégia de diversão, aparentemente, está traçada. A não ser que...

domingo, setembro 07, 2008

Marcelo em forma

O país não vive sem os comentários políticos dominicais. No regresso de férias, e apesar da sua filiação partidária, pública e notória, Marcelo Rebelo de Sousa conseguiu comentar o pior e o melhor da actual liderança de Manuela Ferreira Leite.

Uma nova Ferreira Leite?

A líder do PSD fez um discurso claro, firme e oportuno. Valeu a pena quebrar o silêncio, que tanto incomodou os socialistas e mobilizou Pacheco Pereira para as mais criativas (divertidas) justificações.
Manuela Ferreira Leite esteve à altura do que se espera do máximo responsável do maior partido da oposição. Ainda que transfigurada, no discurso e na imagem de preocupação social, a líder do PSD revelou coragem e determinação para enfrentar de frente o primeiro-ministro e a sua gigantesca corte. Aparentemente, ficou demonstrado que Manuela Ferreira Leite não receia a fantástica e anti-democrática máquina de José Sócrates. Se não fosse o seu passado, qualquer um seria levado a acreditar...

Angola votou

As eleições organizadas pelo MPLA e por José Eduardo dos Santos são um pequeno passo em frente que não pode servir para branquear os crimes, o nepotismo e a corrupção da classe política angolana.

sábado, setembro 06, 2008

Ilha no oceano?

José António Cerejo assina um artigo notável sobre a Geoparque e as Estradas de Portugal. O relato dos negócios do Ambiente fazem recordar a ex-JAE. Afinal, pouco mudou...

Vai mais um suplemento para o FT?

O Finatial Times, leitura obrigatória para qualquer governante português, com nível universitário de inglês técnico, não está com meias medidas. E, no balanço sobre as economias da Europa do Sul, em que inclui Portugal, utiliza o acrónimo 'Pigs' (porcos) para descrever a situação económica e financeira.

quinta-feira, setembro 04, 2008

Só pode ser gozo

Depois de umas férias mais do que merecidas, o país volta a despertar para dura realidade do dia-a-dia. Entretanto, um Deputado preso durante uma maioria de direita ganha o direito a ser indemnizado durante um governo de maioria de esquerda, a insegurança até parece uma novidade, o Presidente da República revela entusiasmo com um país que não é um exemplo de respeito pelos Direitos Humanos (não deve ser da missa à metade, pois claro), e o primeiro-ministro recorda os Lusíadas.

sábado, agosto 30, 2008

Ainda se lembram do processo das facturas falsas?

A nomeação de Mário Mendes para secretário-geral do Sistema de Segurança Interna (uma desgraça) está ao nível da (desgraçada) Lei de Segurança Interna. O magistrado sempre fez o pleno no PSD (Cavaco Silva e Laborinho Lúcio deram-lhe a chefia da PJ) e no PS (António Guterres e Vera Jardim deram-lhe o Centro de Estudos Judiciários).
Ao facilitar politicamente a promulgação da legislação que criou o SISI, através da nomeação de uma personalidade próxima do Presidente da República, José Sócrates (com fé na vitória em 2009) consolidou a governamentalização/partidarização da investigação criminal.
P.S. As críticas (sinceras?) de Aguiar Branco estão ao nível da desilusão (geral) da oposição feita pelo PSD, liderado Por Manuela Ferreira Leite.

terça-feira, agosto 26, 2008

Coincidências, certamente

A promulgação (inacreditável) da Lei de Segurança Interna caiu que nem ginjas neste súbito ambiente de crime violento. Depois de todas as críticas, de Manuel Alegre, deputado, a Fernando Pinto Monteiro, Procurador-geral da República. o poder político conseguiu o inimaginável para alguns: o novo secretário-geral de segurança, nomeado pelo primeiro-ministro, sob proposta do ministro da Administração Interna e do ministro da Justiça, passa a ter acesso a toda a informação criminal. Como alertou António Martins, presidente da Associação Sindical de Juízes, «Nunca num regime democrático se concentraram na mesma pessoa tantos poderes».

segunda-feira, agosto 25, 2008

Vale mais ver... do que parecer

Ainda que insistindo em tentar justificar o injustificável, obviamente em defesa de mais uma promessa/mentirola política deste primeiro-ministro, Vital Moreira, num assomo de lucidez, lá teve de dar o braço a torcer: «(...) o desemprego até aumentou. É verdade, comparando com os números do desemprego em 2005 (...)». Pode ser difícil ler a estatística (que, aliás, não parece ser muito de confiar), mas o dia-a-dia não deixa quaisquer dúvidas.

sábado, agosto 23, 2008

Falta de pachorra

Para o alarido em relação aos crimes violentos. Tal e qual como para a súbita coincidência de se ter deixado de falar de doentes a morrer em ambulâncias depois de Correia de Campos sair do Ministério da Saúde.

A brincar com o dinheiro do povo

A fabulosa e misteriosa compra dos EH-101, que ocorreu durante o consulado de Paulo Portas no ministério da Defesa, foi justificada(?) pelo facto dos helicópteros Puma estarem muito velhinhos. Agora, surge a notícia de que os Puma's vão voltar ao serviço porque os EH-101, blá, blá, blá...

Não está mal, nada mal mesmo

Luís Filipe Menezes merece mais credibilidade agora do que no momento em que ocupou a liderança do PSD. É extraordinário! Bastou-lhe escrever um artigo de opinião para marcar a agenda mediática, provocar uma declaração oficial do PSD e dar origem a uma posição de Manuela Ferreira Leite, que já mereceu mais uns dislates da espécie de ministro dos Assuntos Parlamentares.

sexta-feira, agosto 22, 2008

Querem ver...

Os atletas portugueses ainda vão passar de bestas a bestiais depois da medalha de ouro de Nelson Évora. Para trás ficam as criticas disparatadas, os erros da política desportiva, os aproveitamentos patrioteiros e a megalomania de uma representação olímpica em quantidade.

Divórcio

«A grande rebaldaria»
João Marques dos Santos, In Correio da Manhã.

O dilema de Manuela Ferreira Leite

A líder do PSD continua nas bocas do mundo por causa do seu (inesperado) silêncio, que começa a ser, sistrematicamente, surzido por aqueles que começaram a perder a influência, quiçá os negócios, proporcionados pela colagem ao maior partido da oposição. O verdadeiro desafio para Manuela ferreira Leite não é a gestão do silêncio. É o exacto segundo em que o vai quebrar.

quinta-feira, agosto 21, 2008

Inconfidências

José Sócrates nas conversas com o presidente Venezuelano admite que a economia portuguesa está 'estancada'. Em Portugal, quando fala aos portugueses, garante que a economia resiste e cria postos de trabalho, apesar de uma taxa vergonhosa de 7,3% de desemprego. É assim mesmo. Um artista português...

quarta-feira, agosto 20, 2008

Pareceres à medida

Depois do espectáculo da OTA, que custou aos cofres do país milhões e milhões de euros, um post publicado no Norteamos revela uma parte do fantástico universo dos estudos encomendados pelas mais diversas instituições. Vale a pena ler. Pode ser que os comentadores da causa rosa nos brindem com a sua opinião...especializada. É fartar vilanagem...

Spanair: desastre ou concorrência?

«Spanair has the best flight offers and the cheapest tickets in Spain and Europe. Find the best flight offers, hotels and car rentals». É assim que a empresa low cost se apresenta ao público. Quem tem dinheiro, pode voar em companhias com tradição de altos níveis de segurança. Quem não tem, arrisca-se a voar no limiar do risco. Bem-vindos ao capitalismo selvagem.

Mais gato por lebre...

Fui dos que manifestei contentamento com a criação do novo 'call-center' de Santo Tirso. Quem recorre aos serviços da PT, só pode ficar satisfeito. Relativamente aos tais 1200 postos de trabalho, Francisco Louçã colocou a questão nos seus verdadeiros termos: qual vai ser o salário e o tipo de contrato daqueles trabalhadores?

A 'abertura' dos Olímpicos

A cinco dias do encerramento dos Jogos (olímpicos) da vergonha, o regime chinês continua a mostrar a sua natureza: cinco bloggers detidos por serem pró-Tibete.

segunda-feira, agosto 18, 2008

Boa notícia

Os 1200 empregos em Santo Tirso. Partindo do princípio que se vão concretizar, e apesar de não se saber quais foram os apoios concedidos pelo Estado (também deve ser segredo de estado!), a dinamização da economia do Norte é importante.

E pegou mesmo

Os discursos de Alberto João Jardim continuam a ser vistos com um sorriso nos lábios, mas cada vez mais com atenção, como revelam as reacções sobre a anunciada possibilidade de constituir um novo partido político.

Oposição do PSD

sexta-feira, agosto 15, 2008

E o Pontal...

Foi o que tinha de ser. Um enorme vazio, tal e qual como a oposição de Manuela Ferreira Leite ao governo de José Sócrates. O desmembramento do PSD tem de ser uma inevitabilidade?

quinta-feira, agosto 14, 2008

As oportunidades...

O conflito entre a Geórgia e a Rússia tem a única vantagem de mostrar a falência e o cinismo da actual ordem mundial. De um lado, os velhos tiques imperiais; do outro, a hipocrisia de quem ainda revela o descaramento de tentar dar lições de legalidade e de direitos humanos. Entretanto, os milhares de mortos e de desalojados continuam a ser os figurantes de mais uma guerra desgraçada.

A grande 'medalha' chinesa

Jornalista e activistas detidos em Pequim.

terça-feira, agosto 12, 2008

Os 'falcões' calaram-se?

A morte de uma criança na sequência de uma perseguição policial é um sinal tão grave como qualquer atitude de laxismo das autoridades. Incompreensivelmente, os que julgam poder resolver tudo ao tiro e à porrada ficaram mudos com mais esta desastrada intervenção de uma força policial.

segunda-feira, agosto 11, 2008

Dois minutos

Bastaram para a declaração de George W. Bush contra a escalada perigosa da Rússia na Geórgia se transformar em mais uma ameaça para a paz mundial. O mundo espera ansiosamente por uma declaração do trio maravilha: Cavaco Silva, José Sócrates e Durão Barroso.

O 42º Presidente

Depois da mentira do Iraque, da trapalhada potencial com o Irão, da instabilidade mundial que fez disparar o preço do petróleo, George W. Bush pode ostentar mais uma medalha: o resultado da tentativa desastrada de alargamento da Nato, um dos fundamentos da guerra entre a Geórgia e a Rússia. Mais um conflito que se sabe como começou, mas ninguém sabe como vai acabar.

sábado, agosto 09, 2008

Guerra e petróleo

A Geórgia e a Rússia desataram aos tiros. E logo agora que o preço do petróleo começava a dar sinais de ceder. Já agora, a Rússia não é um dos maiores produtores de petróleo? Ele há cada coincidência...

sexta-feira, agosto 08, 2008

Começaram os Jogos (olímpicos) da vergonha


Cavaco Silva e José Sócrates não estão presentes, conforme revelou o DN. Porventura, estão fartos de tirar fotos com alguns dos maiores assassinos do planeta, quiçá, de ficarem num oito aos olhos da sociedade civil, nacional e internacional.

RTP também directo

Confirma-se! A RTP já está em directo depois dos dois sequestradores terem sido atingidos, como se pode ver na concorrência. Ainda se fosse futebol...

quinta-feira, agosto 07, 2008

Se correr bem...

O assalto à dependência do BES vai abrir todos os blocos informativos da RTP1. Entretanto, só a SIC e a TVI estão em directo.

Outra massa

Dá gosto ouvir na TSF um director de Informação a fazer uma reportagem, como qualquer outro Jornalista, sobre o assalto a uma dependência do BES, em Campolide. Trata-se de Paulo Baldaia. Até pode ser que seja por falta de meios, mas serve de exemplo para alguns 'barões' que já nem sabem o que é fazer notícias e reportagens.

A 24 horas da vergonha


As ameaças de atentados parecem cogumelos na China, servindo para justificar a brutalidade do regime e a quebra de todas as promessas internacionais de abertura. É uma lógica infernal, sobretudo nos momentos políticos mais sensíveis. Será que aprenderam com o Ocidente?

Finalmente, o ar

É a vedeta mediática. No Algarve, o espaço aéreo está encerrado à volta da casa de verão de Cavaco Silva; em Lisboa, a preservação da qualidade do ar é o novo pretexto para sacar mais algum aos contribuintes em portagens.

quarta-feira, agosto 06, 2008

A 48 horas da vergonha


Preparado para resistir à propaganda e decidido a não assistir aos Jogos (olímpicos) de Pequim, interrogo-me se haverá um atleta português, ou de outra nacionalidade, com coragem para no pódio levantar uma tarjeta contra a violação dos Direitos Humanos.

terça-feira, agosto 05, 2008

Um caso excepcional

A abertura do processo Maddie ao público revelou uma Justiça mais moderna e transparente. A distribuição de DVD's significa que acabaram os tempos em que era obrigatório passar palavra a palavra, página a página, as diligências processuais?

segunda-feira, agosto 04, 2008

Aligeiramento de prisão preventiva

É uma medida típica deste governo. Incapaz de melhorar o sistema judicial e prisional, opta por uma alteração facilitista para depois lhe chamar uma grande reforma. Dito isto, uma coisa é certa: os presos preventivos não podem ser condenados a uma pena e ainda ter que arcar com as consequências da falência do Estado em relação à Justiça.

Cidadão e resistente

A morte de Alexandre Soljenitsyne, que foi Prémio Nobel da Literatura, em 1970, não pode fazer esquecer um dos maiores exemplos de cidadania e de resistência do século XX. O mais importante dissidente do regime soviético continuará na memória de todos os que ficaram a conhecer as atrocidades nos campos de concentração, através de 'Arquipélago Gulag' e 'Um Dia na Vida de Ivan Denissovitch'.

sábado, agosto 02, 2008

Alerta pertinente

A Associação dos Oficiais das Forças Armadas criticou o secretismo que tem rodeado a venda do património militar. É um recado muito oportuno. É que o mês de Agosto costuma ser atreito a grandes negociatas.

João Moutinho divide

É preciso resolver rapidamente a situação do jogador, para defesa do próprio clube. Não vale a pena disfarçar que a festa de apresentação do Sporting foi estragada pela sua presença em campo. Depois dos sócios (pelos menos uma sonora parte) terem manifestado o seu descontentamento, a decisão de lhe entregar a braçadeira de capitão (havia outra?) foi um acto a roçar a provocação. A exibição não foi convincente.

E os 'Gatos' não o querem?

Depois do truque, como referi aqui, a espécie de ministro dos Assunto Parlamentares veio a terreiro consagrar a anedota da temporada. Com a careca à mostra, Sexa veio a terreiro considerar que os jogos de futebol do campeonato servem como factores de identidade portuguesa, no mesmo plano que as comemorações do 25 de Abril ou as celebrações de Fátima, pelo que se enquadram no contrato de concessão do serviço público assinado entre o Estado e a RTP. É de chorar a rir! Sinceramente, é preciso muito mais do que lata e falta de um pingo de vergonha política.

Já passou a tempestade?

A 'crise' a propósito do estatuto da região revelou um PS desnorteado, a várias vozes e com uma enorme vontade de tentar fazer guerra ao único órgão de soberania que não é liderado por um socialista.

quinta-feira, julho 31, 2008

Crónicas Modernas (XXVI)

A cobertura mediática do anúncio do 'Magalhães' merecia mais seriedade.

E não lhe podem dar uma coroa?

Não compreendo como o anúncio da comunicação do Presidente da República gerou tanta expectativa. Estavam à espera de quê? De uma verdadeira intervenção sobre a crise e o desemprego? Uma palavra sobre a grande corrupção, a liquidação da 'Operação Furacão' e o estado da Justiça? Francamente, de uma vez por todas é preciso aceitar que a principal prioridade é navegar sem muitas ondas para garantir a reeleição.

quarta-feira, julho 30, 2008

Depois de desossada...

Governo encerra compulsivamente Universidade Moderna.

E ainda estamos a um ano de eleições...

As crianças do 1º ciclo vão ter direito a um 'Magalhães'. Como se uma borla tecnológica permitisse saltar por cima de trinta anos de falhanço na Educação. Qual será o próximo truque? A atribuição de uma 'play station' a cada bebé que nascer antes das eleições de 2009, para a mãe e o pai no desemprego matarem o tempo?

terça-feira, julho 29, 2008

Silly season?

O país acordou com uma tirada de um capitão sobre as massagens na praia. Como o peixe é miúdo, e certamente de poucos recursos e influência, foi malhar até fartar durante todo o dia. Quanto a exigir da parte do poder governamental e legislativo uma indicação clara sobre o assunto... isso é que era doce!!!

À atenção de Pinho, Costa e Patrão

Há frases e frases, umas mais felizes do que outras, como dá conta o JPF. Se no Allgarve sabem desta pérola ["Somos um povo bonito, rafeiro, mas com muita pinta"], vai ser o bom e o bonito.

domingo, julho 27, 2008

Critérios para pobres e ricos

Paulo Portas está preocupado com a atribuição do rendimento mínimo. E já pediu uma investigação de fundo. O que não parece preocupar o líder do CDS/PP, nem os outros partidos da Oposição, é a forma como estão a ser negociados os PIN's - Projectos de Potencial Interesse Nacional.

sábado, julho 26, 2008

Ups!

Distraí-me, durante um dia, e a maioria socialista liquidou a investigação parlamentar ao BCP. Aparentemente, está tudo bem, na paz do(s) Senhor(es).

quinta-feira, julho 24, 2008

Em ano de eleições

A RTP volta a estar no centro da polémica por causa do futebol, que continua a ser o instrumento de eleição para garantir um share para a estação pública em 2009, ano decisivo para a maioria socialista, ou melhor, para o que ainda resta dela.
A violência do comunicado de José Eduardo Moniz revela uma parte das relações entre governo e comunicação social. A única curiosidade é o despertar tardio para palavras tão certeiras:

sábado, julho 19, 2008

Durão Barroso cuteloso

Ainda a questão de Loures

Os ciganos não são mais nem menos do que os brancos e os pretos. É verdade que não têm direito a qualquer tipo de impunidade, mas têm direito a viver em paz. Por isso, como qualquer cidadão têm o direito à segurança. Será assim tão difícil compreender e aceitar que os ciganos têm direito a uma tão básica aspiração?

Uma questão de antenas


Às vezes, os programas de televisão parecem que alternam as antenas.

Viva o Marco


P.S. «Ferreira Torres não será o candidato do CDS»

sexta-feira, julho 18, 2008

VERGONHA

As declarações de José Sócrates, em Angola, são um insulto ao povo angolano e uma afronta ao povo português.
As reacções não deixam margem para quaisquer dúvidas:

Quero que o Governo de Angola saiba que temos confiança no povo angolano, que temos confiança em Angola, temos confiança no Governo angolano e no trabalho que tem desenvolvido", que tem "permitido que Angola tenha hoje um prestígio internacional, que tenha subido na consciência internacional e que seja hoje um dos países mais falados e mais reputados". José Sócrates, em Angola.
Esta declaração é uma vergonha para Portugal.


Lamento que o 1º ministro do meu país chegue a Angola e profira esta frase: «É um prazer poder assistir a um país com dinamismo, vibração, com entusiasmo e com consciência do seu futuro.» É mais do que um lamento. É vergonha.

Há dois meses atrás, na sequência das declarações de Bob Geldof, conseguiu gerar-se algum debate sobre os sérios problemas do governo angolano. Sócrates demonstra agora preferir uma política de elogio rasgado... É triste. (...) Como é natural, não esperamos que o primeiro-ministro português vá a Angola apontar o dedo ao Governo do país sobre a corrupção, sobre o desrespeito dos direitos humanos, sobre a falta de democracia. A diplomacia não se faz assim. Mas também não se faz elogiando o trabalho económico desenvolvido por um governo sem legitimidade democrática. Um governo com um currículo nada invejável. É muito grave que Sócrates se tenha desmanchado neste tipo de elogios que assumem um carácter incontornavelmente político. É muito grave, é lamentável, é vergonhoso...

A ferro e fogo

Manuel Alegre de fora

Ainda antes de conhecer as explicações do deputado socialista, a sua ausência na votação final global da proposta para a revisão do regime de contrato de trabalho em funções públicas é uma desilusão política. Nota positiva para Eugénia Alho, Júlia Caré, Matilde Sousa Franco e Teresa Portugal, que estiveram presentes e marcaram uma posição com as respectivas abstenções.

Nelson Mandela

O aniversário do líder histórico sul-africano é um momento para reflectir sobre todo o tipo de aphartheid existente nos partidos mais ricos e no Terceiro Mundo.

Cristiano Ronaldo e a cortina de fumo

No Manchester. Mas fica até quando? Se só pode jogar a partir de Outubro, quem seria o clube que arriscaria milhões para o ter no banco e ainda sem a confirmação de uma recuperação total?

Coincidências

Um dia depois de Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica, ter feito revelações espantosas sobre o mundo do futebol, na RTP, o país ficou a saber que caíram as principais acusações no caso Apito Dourado.

Ora, bolas

Já estava quase a passar a mensagem de que a crise portuguesa se deve à conjuntura internacional e... vem agora o FMI dizer o contrário. Assim, não há propaganda cor-de-rosa que resista. Dominique Strauss-Kahn, Presidente do FMI, não é igual a Vítor Constâncio.

quinta-feira, julho 17, 2008

Faro volta à ribalta

A concentração de motas em Faro vai marcar o fim-de-semana.

A corte mais afinada

Nos últimos tempos, sabe-se-lá com que inspiração, o discurso do politicamente-incorrecto-correcto está a ganhar terreno. Não, não são os 'supporters' do costume, nem os que usam e abusam da lógica do quanto-pior-melhor. É uma nova 'espécie', fruto da evolução socrática, que fazem a crítica aos criticos, sempre disponíveis para compreender e justificar o poder, as opções políticas e as inevitabilidades sociais e económicas.

Uma espécie de jornalismo

A aplicação da Taxa Robin dos Bosques, - também conhecida por 'Taxa Sócrates' e 'Taxa Pinóquio' -, é um dos mais paradigmáticos exemplos de um certo jornalismo. A reprodução acéfala dos argumentos do governo e da oposição, sem um verdadeiro escrutínio sobre a questão, apenas serve para deixar os portugueses na dúvida e ainda mais confusos.

A 'bela' acordou?

Manuela Ferreira Leite quebrou mais um logo silêncio. E acertou: a oposição não tem que governar, apenas tem de fiscalizar o governo (e já não é pouco!).

Onde está a confiança?

Dos lucros fabulosos às grandes dúvidas sobre as contas. A Banca em Portugal é sempre uma caixinha de surpresas. Com o poder político no bolso, está à vista a lideramça pouco prudente dos sucessivos gestores, pagos a peso de ouro. À medida que a crise se começa a sentir, o pânico começa a instalar-se com as cotações a baterem mínimos preocupantes.

quarta-feira, julho 16, 2008

Festejar o quê?

António Costa reuniu 900(???) pessoas para celebrar algo que deve ter escapado à maioria dos 'alfacinhas' e dos portugueses. Independentemente de saber quem pagou o jantar, as iniciativas mais mediáticas do actual Presidente da Câmara de Lisboa (corredores de bicicletas à parte!!!) foram a trapalhada de mais um empréstimo, chumbado pelo Tribunal de Contas, e o fecho de um jardim público, a troco de uns trocos, para uma marca automóvel. É pouco! Muito pouco! A não ser que...
P.S. Nem de propósito.Parece...e muito bem

Ainda muito mais divertido

Os banqueiros a falar em tempos de crise ainda vendem mais banha da cobra do que os políticos no poder.

Nuclear, outra vez?

Vítor Constâncio continua a sua 'missão' de ajudar o governo socialista. Depois das contas públicas, apresentadas depois do debate do Estado da Nação, em versão cor-de-rosa pálido, chegou a vez de relançar a questão do nuclear. De facto, não surpreende depois do que se passou com o défice em 2005, mas é demais! Estas elites estão como o país: de rastos.

terça-feira, julho 15, 2008

Nem o Robin dos Bosques escapa

Mais uma promessa, mais uma mentirola política.

Grande tombo

O primeiro-ministro já era. O efeito da crise ainda só se começou a sentir e o último relatório do Banco de Portugal já diz tudo: crescimento económico de 1,3% e uma taxa de inflação da ordem dos 3%, valores muito distantes dos previstos pelo governo.

Belo título

Chantagem rasteira

Começou o paleio do costume quando as maiorias chegam ao fim. Estabilidade no país só com maioria absoluta do PS? É de rir, sobretudo depois das últimas semanas.
P.S. Um exemplo de estabilidade de última hora: Posto da GNR atingido com dois tiros

Outro olhar sobre Loures

No blog The Old Man . Não que concorde, mas vale a pena reflectir.

segunda-feira, julho 14, 2008

Ainda não chegou a hora de mudar?

Os incidentes em Loures, como muitos outros por esse mundo fora, são um resultado da globalização cada vez mais selvagem, que está a dar cabo dos valores civilizacionais. Mas não basta ficar pela indignação, nem reduzir a questão à espuma noticiosa. Felizmente, em Portugal, ainda ninguém teve o descaramento de fazer o discurso politicamente oportunista da 'racaille'. Ainda bem! É o primeiro passo para tentar encontrar soluções.

Ops!

Manuel Alegre está de parabéns. Uma revista online é uma aposta de futuro, sobretudo com a qualidade dos autores já garantidos.

Excelente reportagem

Miguel Portas fez mais pela esquerda com uma única reportagem que José Sócrates durante os últimos três anos.

Pobre Manuela

Com Alberto João Jardim de um lado e Santana Lopes do outro, só faltava à nova líder do PSD o desenterrar da titularização dos créditos fiscais e o Citigroup. Lembram-se? Sem dar cavaco a ninguém!. No governo, a então ministra das Finanças não deu sinais de respeitar a oposição, agora na oposição exige respeito da parte do governo. Outros tempos, pois claro, mas o mesmo modelo do 'Bloco central'. E não só.

domingo, julho 13, 2008

sábado, julho 12, 2008

Israel ou Portugal?

Por momentos, confundi as imagens do último tiroteio em Loures, que passaram na SIC, com mais um qualquer incidente no Médio-Oriente. O que se passou é grave, até pode ser pontual, mas é mais um sério aviso ao governo. Não bastam mais polícias. São necessárias políticas ajustadas à actual realidade social.

quinta-feira, julho 10, 2008

Acabou o estado de ficção

A principal conclusão do debate do estado da Nação é a confirmação da crise, o falhanço do governo e o levantar da cabeça da oposição parlamentar. Robin dos Bosques e ladrões à parte.

Estado da Nação

É o debate mais importante que o primeiro-ministro vai ter de enfrentar. Desfeito o mito das grandes reformas na Saúde, na Justiça e na consolidação das contas públicas, colocadas a nu pela crise internacional, José Sócrates vai surgir no Parlamento como responsável por um país com um crescimento económico medíocre e com uma elevada taxa de desemprego, isto é, sem a maioria absoluta no bolso.

Uma espécie de Democracia

terça-feira, julho 08, 2008

G8 em falência

Já nem dá para fazer de conta. Os líderes dos países mais ricos do mundo, reunidos em Toyako, no Japão, prometem uns trocos para África e posam para as fotos com ar descontraído. Entretanto, a fome continua a matar pelo mundo fora.

Ai se a moda pega

Abramovich admite que ficou rico à custa da corrupção.

Lá se vai a imagem

Em vésperas do debate parlamentar do estado da Nação, as conclusões da SEDES são muito embaraçosas para o governo.

segunda-feira, julho 07, 2008

A rebentar pela 'Justiça'

A saga do Conselho de Disciplina da Federação de Futebol continua. E também continua o (triste) espectáculo. Não há quem mostre um vermelho a estes Magistrados?

domingo, julho 06, 2008

Louça ao ataque

«O BCP está numa crise profundíssima, mas apesar de tudo houve 80 milhões de euros para os administradores mesmo que eles sejam suspeitos de terem falsificado as contas durante sete anos seguidos»; «Nas Águas de Portugal, não há promoção dos trabalhadores nas empresas públicas, no entanto há dois milhões de euros para dar prémios àqueles que não mereceram porque o desempenho foi medíocre». «Na TAP, apesar da crise, o administrador da empresa Fernando Pinto quadruplica, multiplica por quatro o seu próprio salário em cinco anos, tendo passado de 190 mil euros para 1,2 milhões de euros auferidos pelo próprio» «A democracia não toca nos negócios»

As vantagens do futebol

A lavagem de roupa suja entre Magistrados, na praça pública, sobre o que se passou no Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol, é um enorme serviço ao país. É o espelho de uma 'Justiça', que na esmagadora maioria dos casos fica no silêncio dos corredores.

Mais sinais

A multiplicação das Obras Públicas é uma realidade, desde que Cavaco Silva tomou posse como Presidente da República, mas Jorge Ferreira já descobriu outros sinais da parte de Belém.

sábado, julho 05, 2008

Leonard Downie Jr.

Um excelente post do Diplomata, que pode ser que alguns dos actuais directores da imprensa portuguesa tenham a oportunidade de ler.

O outro lado da libertação de Betancourt

Excelente post no Para mim Tanto Faz.

Está visto o nível

O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol confirmou a despromoção do Boavista à Liga de Honra e manteve a suspensão de dois anos a Pinto da Costa. É mais uma etapa do processo Apito Final, no meio da maior barafunda e até altas horas da madrugada.

Uma 'cacha' séria


Gonçalo Amaral, que foi afastado da coordenação da investigação do desaparecimento de Madeleine McCann, deu um exemplo de dignidade pessoal e profissional, ontem, na TVI. Apesar de uma entrevista conduzida de uma forma hesitante e pouco rigorosa, o ex-Inspector da PJ conseguiu revelar uma parte das fragilidades das relações entre o poder judicial e este poder político. E mostrou fibra suficiente para contar a sua verdade.

sexta-feira, julho 04, 2008

Ao que isto chegou...

Alguns que levantam o dedo contra os sequestros das FARC, e muitíssimo bem!!!, têm outra atitude bem mais politicamente cobarde em relação a outros sequestros tão criminosos e hediondos. É a canalha do costume...Merecem, sem qualquer dúvida, uma viagem a Hollywood.

Crónicas Modernas (XXV)

Greve na TAP

Depois de Jaime Silva...Chegou a vez de Mário Lino? Será que o PM pode fazer ao ministro do Equipamento o mesmo que fez ao da Agricultura, isto é desautorizar quem tem a tutela do sector ao mínimo sinal de contestação.

Os módulos

Um novo auditório e um novo hotel de luxo, paredes meias com o Centro Cultural de Belém, são velhas aspirações. Vai ser interessante conhecer a propriedade dos terrenos em se instalarão os novos projectos do governo de José Sócrates para aquela zona nobra da cidade, juntando o útil ao agradável, pois claro.

quinta-feira, julho 03, 2008

quarta-feira, julho 02, 2008

Sócrates na RTP

Portugal ganhou um novo primeiro-ministro humilde, com consciência e nada, nada, nada calculista.
P.S. Uma palavra para Judite de Sousa: impecável!

Paulo Rangel

Uma estreia auspiciosa no Parlamento.

Más notícias para o primeiro-ministro

A OCDE está pessimista. O aumento de desemprego e o abrandamento do crescimento económico fazem parte das últimas previsões económicas.

terça-feira, julho 01, 2008

Pobre país

Só vi a última parte da entrevista de Manuela Ferreira Leite à TVI. Meu deus, que seca, que falta de imaginação, da entrevistadora e da entrevistada. A única coisa que me ocorre é que, porventura, não perdi nada de especial. Amanhã, parece que há mais do mesmo, na RTP, com José Sócrates, com variantes encenadas, aparentemente, para todos os gostos.

Antecipação?

As monumentais quedas das construtoras nas bolsas são um sinal que os principais investimentos públicos (TGV, OTA, perdão, Alcochete, entre outros) vão ser adiados?

Os 'truques' da espécide de ministro

A discussão do novel Código de Trabalho vai ser atirada para a próxima legislatura. Então não é que a Oposição não deixou encurtar o período de discussão pública? Pobre ministro. Ao que isto chegou!

Ainda há dignidade

Ao contrário de muitos outros, nos mais diversos sectores, que continuam vergados ao silêncio, Gonçalo Amaral,ex-coordenador da PJ para o caso 'Madeleine McCann', não se cala. Hoje, 34 anos depois de trabalho na função pública, o seu pedido de reforma antecipada é um exemplo, sobretudo para quem não prescinde de atingir a «plenitude de liberdade de expressão».

Catrapum!

Os indicadores são claros. O governo está a resistir ao anúncio do estoiro da meta prevista para o défice de 2008. No dia da descida do I.V.A., quanto tempo ainda será preciso para o governo anunciar o inevitável?

PM by António Ribeiro Ferreira